Repositório Digital

A- A A+

A construção do conceito de inimigo nos discursos de Osama Bin Laden no período de 1996 a 2004

.

A construção do conceito de inimigo nos discursos de Osama Bin Laden no período de 1996 a 2004

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A construção do conceito de inimigo nos discursos de Osama Bin Laden no período de 1996 a 2004
Autor Souza, Bruno Mendelski de
Orientador Oro, Ari Pedro
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais.
Assunto Al-Qaeda.
Bin Laden, Osama, 1957-2011
Estados Unidos
Fundamentalismo islâmico
Islamismo
Israel
Relações internacionais
Segurança internacional
Terrorismo
[en] Al-Qaeda
[en] Radical islamic thought
Resumo Objetivamos analisar a construção do conceito de inimigo representado nos discursos de Osama bin Laden, durante o período de 1996 a 2004. Estes inimigos são constituídos a partir da edificação de uma realidade que apresenta Estados Unidos, Israel e seus aliados, como opressores dos muçulmanos. A fim de melhor compreender esta construção simbólica, buscaremos estudá-la com base na dinâmica de dois eixos fundamentais para a constituição do pensamento político-religioso de bin Laden: a herança teórica do islamismo radical, conjugada com a sua percepção acerca dos principais eventos geopolíticos contemporâneos envolvendo o mundo muçulmano. Dentro desta perspectiva, empregaremos o construtivismo em sua corrente linguística dos autores Nicholas Onuf e François Debrix como arcabouço teórico. Nos guiaremos pela prerrogativa de que a compreensão do mundo e da realidade ocorre de acordo com o modo como nós nos referimos a eles a partir de nossa linguagem. Como referencial metodológico que orientará nosso exame da construção do conceito de inimigo nos discursos de bin Laden, utilizaremos as categorias de operação da ideologia propostas por John Thompson na obra “Ideologia e Cultura Moderna – Teoria Social Crítica na Era dos Meios de Comunicação”.
Abstract We aimed to analyze the construction of the concept of enemy represented in Osama bin Laden‟s speeches, during the period 1996 to 2004. These enemies are making from the building of a reality that presents U.S., Israel and its allies, as oppressors of muslims. To better understand this symbolic construction, we will seek to study it based on the dynamics of two pillars for the constitution of bin Laden's politico-religious thought: the theoretical heritage of radical islam, combined with the author's perception about the main events contemporary geopolitical involving the muslim world. From this perspective, we will employ the Linguistic Constructivism of the authors Nicholas Onuf and François Debrix, as theoretical framework. We will be guided by the prerogative of the understanding of the world and reality occurs according to the way we refer to them from our language. As a methodological framework that will guide our examination of the construction of the concept of enemy in bin Laden's speeches, we will use the categories of operation of ideology proposed by John Thompson in his work "Ideology and Modern Culture - Critical Social Theory in the Era of the Media."
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/54091
Arquivos Descrição Formato
000851264.pdf (2.835Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.