Repositório Digital

A- A A+

De camelôs a lojistas : etnografia da transição do mercado de rua para um shopping popular em Porto Alegre-RS

.

De camelôs a lojistas : etnografia da transição do mercado de rua para um shopping popular em Porto Alegre-RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título De camelôs a lojistas : etnografia da transição do mercado de rua para um shopping popular em Porto Alegre-RS
Autor Kopper, Moisés
Orientador Damo, Arlei Sander
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social.
Assunto Antropologia social
Camelô
Camelódromo
Comércio informal
Etnografia
Porto Alegre (RS)
Shopping center
[en] Economics
[en] Ethnography
[en] Informal market
[en] Politics
[en] State
[en] Street vendors
Resumo Esta dissertação parte das tensões envolvidas no processo de remoção do mercado de rua do centro de Porto Alegre/RS e sua realocação para um shopping popular. O “camelódromo”, como ficou conhecido o edifício que abriga mais de 800 lojas – de aproximadamente 4m² –, foi realizado em tempo recorde graças a uma Parceria Público Privada (PPP), a primeira do gênero em Porto Alegre e uma das pioneiras no Brasil. A dissertação privilegia a abordagem etnográfica, baseada numa inserção de campo de mais de três anos, o que permitiu captar o processo em perspectiva diacrônica. A observação participante – acrescida de outras técnicas, como entrevistas em profundidade e surveys – teve como ponto de partida um dos principais grupos de camelôs envolvidos na transição. Este grupo, inicialmente otimista em relação à transição, foi preterido na disputa pelos melhores espaços no camelódromo e reagiu com uma série de mobilizações. Foram acionadas diversas instituições políticas, tais como a Câmara Municipal, o Ministério Público, a Prefeitura, e o Orçamento Participativo, entre outras. Esta estratégia mostrou-se ineficiente e culminou com o despejo de vários lojistas inadimplentes – entre eles o principal líder do grupo –, e a dissipação da mobilização coletiva. No entanto, as tensões não cessaram, pois a transição das ruas para o camelódromo foi acompanhada de perto pela empresa, que exigiu uma mudança na sensibilidade comercial, a partir de uma política de pedagogização visando forjar um novo perfil de comerciante, indispensável ao sucesso econômico do empreendimento. Novas modalidades de conflitos emergiram dessa estratégia, pois nem todos os camelôs se reconverteram no protótipo de lojista idealizado pela PPP. As tensões em torno desse processo criaram um cenário propício para uma investigação que se preocupa em reconstituir etnograficamente os nexos entre a economia e a política, o objetivo e o subjetivo, o micro e o macro, a cidade e os cidadãos, a diversidade de agentes e de agências que caracterizam uma dada configuração social e cultural.
Abstract This dissertation starts with the tensions involved in the removal of the street market in downtown Porto Alegre/RS and its relocation to a popular mall. The “camelódromo”, as the building – which houses more than 800 stands of roughly four square meters – became known, was accomplished in record time thanks to a Public-Private Partnership (PPP), the first of its kind in Porto Alegre and one of the first in Brazil. The dissertation relies on the ethnographic approach, based on a field insertion of more than three years, which allowed capturing the process in a diachronic perspective. The participant observation – plus other techniques such as interviews and surveys – had as its starting point a major group of vendors involved in the transition. This group, initially optimistic about the transition, was passed over in the race for the best spaces in the camelódromo, and reacted with a series of mobilizations. Several political institutions were called upon, such as the City Council, the Prosecutor, the City Hall, and the Participatory Budget, among others. This strategy proved itself ineffective, and resulted in the eviction of several defaulting tenants – including the main leader of the group – and the dissipation of the collective mobilization. However, the tensions didn’t cease, as the transition from the streets to the camelódromo was closely monitored by the company, which required a change in the commercial sensitivity, based on a pedagogization policy aimed to forge a new trader profile, essential to the economic success of the enterprise. New modalities of conflict arose from this strategy, because not all vendors reconverted themselves into the prototype designed by the PPP. The tensions around this process created a favorable environment for a research that tries to retrace ethnographically the connections between economics and politics, the objective and the subjective, the micro and the macro, the city and the citizens, the diversity of agents and agencies that characterize a given social and cultural setting.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/54101
Arquivos Descrição Formato
000851125.pdf (10.36Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.