Repositório Digital

A- A A+

Tratamento de choque na criança

.

Tratamento de choque na criança

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Tratamento de choque na criança
Outro título Shock therapy in children
Autor Garcia, Pedro Celiny Ramos
Piva, Jefferson Pedro
Martha, Vanessa Feller
Resumo Objetivo: Revisar as bases teóricas das abordagens terapêuticas voltadas para a ressuscitação volumétrica do lactente em choque e o processo evolutivo que levam ao suporte farmacológico à circulação. Métodos: Foram obtidas referências de busca computadorizadas na Biblioteca Nacional de Medicina (Medline), artigos recentes de revisão e arquivos pessoais. Resultados: Choque e choque séptico são importantes causas de morbidade e mortalidade em crianças criticamente doentes. O choque séptico é um processo de doença extremamente complexo que conduz à disfunção múltipla de orgãos. Sua apresentação pode ser sutil ou catastrófica. Um manejo bem sucedido depende de uma compreensão do fisiopatologia da síndrome e exige uma ressuscita ção rápida e apropriada. O tratamento freqüentemente requer correção agressiva de déficit de volume, manutenção de perfusão adequada com inotrópicos e vasopressores, ventilação mecânica e outras terapias. Conclusões: O manejo do choque nas crianças representa um desafio para o pediatra. Instabilidade hemodinâmica e respiratória devem ser antecipadas. Seu manejo requer intervenção multissistêmica e cuidadosa.
Abstract Objective: Review the theoretical bases of the therapeutic approach for volumetric resuscitation of the infant in shock and the evolutionary process that take to the pharmacological support to the circulation Methods: References were obtained from computerized searches on the National Library of Medicine (Medline), recent review articles and personal files. Results: Shock and septic shock is the leading cause of mortality in critically ill patients. The septic shock is an extremely complex disease process leading to progressive multiple organ failure. Its presentation may be subtle or catastrophic. Successful management depends on an understanding of the pathophysiology of the syndrome, allowing rapid, appropriate resuscitation. Treatment often requires aggressive correction of volume deficit, maintenance of adequate perfusion pressure with inotropic and vasopressor, mechanical ventilation and others therapies. Conclusions: The management of the shock in children presents a challenge for the pediatrician. Hemodynamic and respiratory instability should be anticipated. Management requires multisystemic and careful intervention.
Contido em Jornal de Pediatria : Rio de Janeiro. Rio de Janeiro. vol. 75, supl. (dez. 1999), p. s185-s196
Assunto Terapia intensiva neonatal
Terapia intensiva pediatrica
Urgências pediátricas
[en] Cathecholamine
[en] Colloid
[en] Crystalloid
[en] Intensive care
[en] Resuscitation
[en] Shock
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/54355
Arquivos Descrição Formato
000265672.pdf (269.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.