Repositório Digital

A- A A+

Levantamento da comunidade de abelhas sem ferrão e outros visitantes florais em Euterpe edulis Martius (Palmae) na Mata Atlântica no município de Maquiné – RS

.

Levantamento da comunidade de abelhas sem ferrão e outros visitantes florais em Euterpe edulis Martius (Palmae) na Mata Atlântica no município de Maquiné – RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Levantamento da comunidade de abelhas sem ferrão e outros visitantes florais em Euterpe edulis Martius (Palmae) na Mata Atlântica no município de Maquiné – RS
Autor Muniz, Mariana Francisca Arreguy
Orientador Mendonca Junior, Milton de Souza
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Curso de Ciências Biológicas: Bacharelado.
Assunto Abelhas
Euterpe edulis
Maquiné (RS)
Resumo As abelhas são um grupo importante na prestação de serviços ambientais, e podem se tornar instrumentais tanto na conservação da flora, garantindo a reprodução das plantas, quanto economicamente na garantia da produção de frutos. A Mata Atlântica é um hotspot global de diversidade, tendo sido alvo de elevados graus de alteração antrópica, que começam agora a ser racionalizados. É assim importante conhecer essa diversidade e como ela garante alguns serviços ambientais, como a polinização, que podem estar sob risco. O objetivo deste trabalho foi levantar a comunidade de abelhas (inclusive as sem ferrão, ASF) presente nas flores da palmeira Juçara (Euterpe edulis), bem como a de outros insetos visitantes ocorrendo simultaneamente. Além disso, visou-se verificar se há diferença na comunidade de ASF e de todos os visitantes florais considerando a condição de sombreamento diferenciada entre palmeiras de borda e de interior da mata, gerando informações importantes para o cultivo desta planta. Os insetos foram coletados em 18 palmeiras em floração localizadas em três áreas distintas no período das 8h às 10h nos meses de dezembro de 2011 e janeiro de 2012. Em cada área, selecionamos três palmeiras de borda e três de interior de mata e aplicamos o esforço amostral de 15min para a captura dos animais nas seis saídas a campo realizadas. Os insetos foram capturados com o auxílio de uma escada de 7m e rede entomológica com cabo de 1,5m, acondicionados em frascos contendo álcool 70% para posterior triagem e identificação. Foram coletados 873 insetos pertencentes a Coleoptera, Diptera e Hymenoptera distribuídos em 30 espécies/morfoespécies. As cinco espécies de ASF foram identificadas em nível específico e as demais foram classificadas em morfoespécies. Não houve diferença para riqueza, abundância e composição de espécies em palmeiras de borda e de interior de mata comparando as abelhas (ASF + Apis mellifera) e os polinizadores (Hymenoptera). No entanto, houve diferença marginalmente significativa para a riqueza de polinizadores entre palmeiras de borda e de interior de mata, havendo mais espécies fora da mata. Não houve diferença na riqueza total de espécies para os diferentes tratamentos. Esta comparação entre diferentes tratamentos constitui em abordagem inédita para ASF e E. edulis; sugere-se estudos mais aprofundados destes aspectos para fortalecer as conclusões encontradas.
Abstract Bees are an important group in terms of environmental services, and can be instrumental both for plant conservation, guaranteeing plant reproduction, and economically for fruit production. The Atlantic forest is a global diversity hotspot, thus suffering from strong environmental impacts, that only now are being rationalised. It is important to understand how this diversity provides environmental services, such as polination, that can be under risk. The aim of this work is to inventory the bee community (including stingless bees) present in Juçara palm tree flowers (Euterpe edulis), as well as other visiting insects. Besides, the difference in the bee and flower visitor communities influenced by the shading of forest interior palm trees, compared to forest edge trees is considered, generating important information for plant cultivation. The insects were sampled from 18 palm trees in flower in three distinct areas from 8h to 10h in December 2011 and January 2012. For each area there were three palm trees in the edge (sunny) and three in the forest interior (shade). Flower visitors were captured for 15min per tree in six field campaigns. We used a 7m-high ladder to access the trees and an entomological net with a 1.5m handle to capture the insects. Insect were then preserved in 70% ethanol, later being sorted and identified to the lowest taxonomic level possible. Overall 873 insects were sampled, belonging to Coleoptera, Diptera and Hymenoptera orders, distributed in 30 species/morphospecies. Five species of stingless bees were identified and the others classified in morphospecies. There were no differences for richness, abundance and species composition between edge and interior palm trees for either bees (stingless bees + Apis mellifera) or flower visitors (all Hymenopterans). However, there was a marginally significant difference for flower visitor richness for edge and interior palm trees, with more species on the edge. There was no difference in overall species richness for the treatments either. This comparison between flower microenvironments is novel for bees and for E. edulis, and further, more detailed approaches are strongly suggested.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/54446
Arquivos Descrição Formato
000855952.pdf (685.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.