Repositório Digital

A- A A+

A cobertura de um desastre ambiental : construção da informação no jornal Zero Hora sobre os deslizamentos de terra da serra carioca em janeiro de 2011

.

A cobertura de um desastre ambiental : construção da informação no jornal Zero Hora sobre os deslizamentos de terra da serra carioca em janeiro de 2011

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A cobertura de um desastre ambiental : construção da informação no jornal Zero Hora sobre os deslizamentos de terra da serra carioca em janeiro de 2011
Autor Motter, Sarah Bueno
Orientador Girardi, Ilza Maria Tourinho
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação. Curso de Comunicação Social: Habilitação em Jornalismo.
Assunto Desastres naturais
Jornalismo ambiental
Zero Hora (Jornal)
[en] Climate disaster
[en] Environmental journalism
Resumo Analisa como aconteceu a cobertura dos deslizamentos de terra que ocorreram na serra do Rio de Janeiro em janeiro de 2011 no jornal Zero Hora. O estudo se dedica às reportagens publicadas no veículo entre os dias 13 de janeiro e 19 de janeiro de 2011. Reflete sobre como a mídia convencional aborda um grande desastre climático. Emprega o embasamento teórico do jornalismo ambiental, a partir da perspectiva sistêmica e o uso da pluralidade de fontes. Utiliza a metodologia da análise de conteúdo, com a categorização dos núcleos de sentido dos parágrafos das matérias, em sete categorias: tragédia; contextualização; fenômeno climático; prevenção estatal; prevenção privada; solidariedade da sociedade civil; e, assistência estatal. Também são analisadas as fontes utilizadas para narrar o acontecimento em quatro categorias: vitimas da tragédia; governo; especialistas; e, sociedade civil. Conclui que a cobertura do fato é fragmentada e superficial, com o enfoque principal nas informações da tragédia em si, como o sofrimento das vítimas e quantificação de mortes.
Abstract This monograph analyzes how the newspaper Zero Hora did the coverage of landslides that occurred in Rio de Janeiro‟s mountainous region in January 2011. The study is devoted to reports published on the newspaper between 13 January and 19 January 2011. It reflects on how the mainstream media covers a great climate disaster. It uses the theoretical framework of environmental journalism, with the systems perspective and the use of a plurality of sources. It uses the methodology of content analysis, with the categorization of the core meaning of the paragraphs of the material in seven categories: tragedy, contextualization, weather phenomenon, preventing state, private prevention, solidarity of civil society and state assistance. It also analyzes the sources used to narrate the event in four categories: victims of the tragedy, government, experts, and civil society. It concludes that the coverage of the event is fragmented and superficial, with its main focus on the tragedy itself, such as the suffering of victims and quantification of deaths.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/54475
Arquivos Descrição Formato
000855728.pdf (626.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.