Repositório Digital

A- A A+

Transplante hepático

.

Transplante hepático

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Transplante hepático
Autor Ferreira, Cristina Helena Targa
Vieira, Sandra Maria Gonçalves
Silveira, Themis Reverbel da
Resumo Objetivo: Revisar os aspectos clínicos e as bases teóricas do transplante hepático pediátrico, enfocando os períodos pré- e pósoperatórios. Métodos: Foram obtidas referências de busca computadorizada na Biblioteca Nacional de Medicina (Medline), artigos recentes de revisão e arquivos pessoais. Resultados: Desde a realização do primeiro transplante hepático em 1963, em uma criança com atresia de vias biliares extrahepática, avanços contínuos têm sido feitos nas técnicas cirúrgicas, na preservação de órgãos, nos cuidados pós-operatórios e nos métodos de imunossupressão. O transplante tornou-se uma terapia eficaz, largamente aceita e utilizada para crianças de todas as idades. Tratase de um procedimento muito complexo, que envolve um grande número de profissionais e que tem implicações legais, éticas e econômicas. Revisamos neste artigo os aspectos clínicos da fase préoperatória, abordando as indicações, contra-indicações e as avaliações as quais o paciente deve ser submetido e os aspectos do pósoperatório, com seus períodos precoce (primeira semana), após a primeira semana e a longo prazo, discutindo principalmente as complicações e o tratamento de cada uma delas. Conclusões: O transplante de fígado melhorou dramaticamente a sobrevida dos pacientes pediátricos com hepatopatopatias crônicas. Pacientes na faixa etária pediátrica, que são submetidos ao transplante hepático, podem apresentar, hoje, taxas de sobrevida que chegam a 90% nos diferentes centros.
Abstract Objective: Review the clinical aspects and the theoretical basis of liver transplantation in children, focusing mainly pre- and postsurgical periods. Methods: References were obtained from computerized search in the National Library of Medicine (Medline), recent review articles and personal files. Results: Great advances have been achieved in surgical techniques, organ preservation, postoperative care, and immunosuppression methods since the first liver transplantation surgery took place in a child with biliary atresia in 1963. Liver transplantation has become an effective therapy, broadly accepted and used in all age groups. It is a very complex procedure, with many professionals involved, and it has various legal, ethical and economic implications. We review in this article the clinical aspects before transplantation, including indications, contra-indications, and clinical and laboratory evaluations and also postsurgical aspects, in the immediate postoperative period, after one week, and in the long term, discussing the complications and treatment in each period. Conclusions: Liver transplantation has dramatically improved the survival of pediatric patients with chronic hepatic diseases. Liver transplant patients in the pediatric age group present today survival rates of 90% in the different transplantation centres.
Contido em Jornal de pediatria. Vol. 76, supl. 2 (2000), p. S198-S208
Assunto Criança
Gastroenterologia pediatrica
Hepatopatias
Transplante de fígado
[en] Chronic liver disease
[en] Liver transplantation
[en] Pediatric liver transplantation
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/54621
Arquivos Descrição Formato
000335420.pdf (469.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir
000335420-02.pdf (369.3Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.