Repositório Digital

A- A A+

Níveis de interleucina-6 e fator de necrose tumoral-alfa no liquor de recém-nascidos a termo com encefalopatia hipóxico-isquêmica

.

Níveis de interleucina-6 e fator de necrose tumoral-alfa no liquor de recém-nascidos a termo com encefalopatia hipóxico-isquêmica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Níveis de interleucina-6 e fator de necrose tumoral-alfa no liquor de recém-nascidos a termo com encefalopatia hipóxico-isquêmica
Outro título Levels of interleukin-6 and tumor necrosis factor-alpha in the cerebrospinal fluid of full-term newborns with hypoxic-ischemic encephalopathy
Autor Silveira, Rita de Cássia dos Santos
Procianoy, Renato Soibelmann
Resumo Objetivo: avaliar os níveis liquóricos de IL-6 e TNF-a em recém-nascidos a termo com encefalopatia hipóxico-isquêmica (EHI), comparando-os com os de recém-nascidos controles. Metodologia: estudo caso-controle realizado no período de julho de 1999 a outubro de 2001, incluindo dois grupos de recémnascidos a termo: controle, com 20 recém-nascidos sem sepse e/ou meningite e com escore de Apgar > 9 no primeiro e quinto minutos de vida; e casos, com 15 recém-nascidos asfixiados, caracterizados pelo escore de Apgar < 4 e < 6 no primeiro e quinto minutos de vida, respectivamente, pH umbilical < 7,20 e/ou lactato arterial umbilical > 3,0 mmol/l e necessidade de ventilação com pressão positiva pelo menos durante 2 minutos após o nascimento. Foram coletadas amostras de liquor nas primeiras 48 horas de vida, para determinação dos níveis de IL-6 e TNF-a pelo método de enzimoimunoensaio. Resultados: os grupos não diferiram quanto ao peso de nascimento, idade gestacional, classificação quanto ao peso e idade gestacional, tipo de parto e tempo médio de obtenção do liquor; seus exames foram obtidos em média com 17 horas de vida. Nos recémnascidos asfixiados, as medianas dos níveis liquóricos foram: 157,5 pg/ml para IL-6 e 14,7 pg/ml para TNF-a, significativamente mais elevadas que nos controles (IL-6: 4,1 pg/ml e TNF-a: 0,16 pg/ml). Conclusões: recém-nascidos a termo com EHI apresentaram níveis liquóricos de IL-6 e TNF-a mais elevados que controles, possivelmente devido à produção local cerebral dessas citocinas, especialmente o TNF-a. Estes achados estimulam estudos futuros, utilizando bloqueadores cerebrais das ações dessas citocinas como estratégia de neuroproteção.
Abstract Objective: to determine cerebrospinal fluid levels of interleukin- 6 and tumor necrosis factor-alpha in full-term infants with hypoxicischemic encephalopathy, comparing with control infants. Methods: controlled, prospective study, performed between July 1999 and October 2001 with two groups of full-term newborns: 20 controls with no sepsis and/or meningitis and Apgar score > 9 at first and fifth minutes; and cases, 15 asphyxiated full-term newborns with Apgar < 4 and < 6 at first and fifth minutes, umbilical blood cord pH < 7.20 and/or umbilical arterial blood lactate > 3.0 mmol/L, and requiring positive pressure ventilation for at least 2 minutes after birth. Cerebrospinal fluid samples were collected within 48 hours of birth for determination of interleukin-6 and tumor necrosis factoralpha by enzyme immunoassay. Results: groups were similar concerning birthweight, gestational age, type of delivery and mean time required for cerebrospinal fluid sample collection. The samples were collected at mean with 17 hours of life. The medians cerebrospinal fluid levels in asphyxiated newborn infants were: 157.5 pg/ml for interleukin-6 and 14.7 pg/ml for tumor necrosis factor-alpha, significantly higher than the controls (interleukin-6: 4.1 pg/ml and tumor necrosis factor-alpha: 0.16 pg/ml). Conclusions: full-term newborns with hypoxic-ischemic encephalopathy present higher cerebrospinal fluid interleukin-6 and tumor necrosis factor-alpha levels than the controls, possibly because of the local cerebral production of these cytokines, especially tumor necrosis factor-alpha. These results support a recommendation for future studies with brain blockers of the actions of these cytokines for neuroprotective strategies.
Contido em Jornal de Pediatria. Vol. 79, n. 4 (2003), p. 302
Assunto Asfixia neonatal
Fatores de necrose tumoral
Hipóxia-isquemia encefálica
Interleucina-6
[en] Cytokines
[en] Hypoxic-ischemic encephalopathy
[en] Interleukin-6
[en] Perinatal asphyxia
[en] Tumor necrosis factor-alpha
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/54629
Arquivos Descrição Formato
000377662.pdf (42.29Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.