Repositório Digital

A- A A+

O queijo artesanal serrano em São Francisco de Paula (RS) : das especificidades da produção local aos limites da comercialização

.

O queijo artesanal serrano em São Francisco de Paula (RS) : das especificidades da produção local aos limites da comercialização

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O queijo artesanal serrano em São Francisco de Paula (RS) : das especificidades da produção local aos limites da comercialização
Autor Teixeira, Rômulo Dutra
Orientador Silva, Leonardo Alvim Beroldt da
Co-orientador Medeiros, Monique
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Curso de Tecnólogo em Planejamento e Gestão para o Desenvolvimento Rural a Distância.
Assunto Comercialização
Desenvolvimento rural
Produto agrícola
Queijo
São Francisco de Paula (RS)
[en] Artisanal cheese serrano
[en] Municipal inspection system
[en] Rural development
[en] Social actor
Resumo Na região fisiográfica dos Campos de Altitude dos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina desenvolve-se uma atividade secular, intimamente ligada ao modo de vida do povo desta região e adaptada às condições geoambientais: é a produção do Queijo Artesanal Serrano. Desde o século XIX, o queijo era transportado sobre o lombo de mulas, servindo de moeda de troca para aquisição de mercadorias não produzidas na propriedade. O queijo serrano representa, ainda hoje, a principal fonte de renda de muitas famílias, custeando as despesas básicas da casa, porém com o aumento das exigências e normas destinadas à produção e comercialização de alimentos, em específico, no caso dos produtos artesanais como o queijo serrano, alguns impasses dificultam a legalização. À luz desse debate e de aportes teóricos que abrangem noções de desenvolvimento rural, empoderamento e atores sociais, este trabalho se propõe a analisar as limitações para adequação dos produtores de Queijo Artesanal Serrano, participantes do projeto Qualificação e Certificação do Queijo Artesanal Serrano dos Campos de Altitude do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, ao Sistema de Inspeção Municipal (S.I.M.), para comercialização no município de São Francisco de Paula (RS). Para tanto, foi utilizada a metodologia qualitativa, a qual contou com entrevistas e pesquisa bibliográfica e documental. Como principais resultados surgiram como motivos da baixa adesão ao S.I.M. a falta de apoio e assessoria para a adequação das queijarias, a falta de linha crédito específica, a complexidade das medidas profiláticas no rebanho, culminando na desistência devido ao baixo volume de produção e a burocracia a ser enfrentada pelos produtores na legalização de sua atividade artesanal.
Abstract In the Physiographic region in the Campos de Altitude of the states of Rio Grande do Sul and Santa Catarina develops a secular activity, closely linked to the lifestyle of the people of this region and adapted to the geo-environmental conditions: the production of artisan cheese serrano. Since the nineteenth century, the cheese was transported on the backs of mules, serving as a bargaining chip to purchase goods not produced on the property. The cheese Serrano is still today the main source of income for many families, paying for basic expenses of the house, but with the increased demands and standards for the production and marketing of foods, in particular, in the case of traditional products such as cheese serrano, some difficult impasses legalization. In light of this debate and theoretical contributions covering notions of rural development, empowerment and social actors, this paper is to analyze the limitations for adequacy of producers of artisan cheese serrano, in the project participants Qualification and Certification of Artisanal Cheese Serrano of Campos de Altitude of the Rio Grande do Sul and Santa Catarina, the Municipal Inspection System (SIM) for marketing in São Francisco de Paula (RS). To this end, we used a qualitative methodology, which relied on interviews and documentary and bibliographical research. The main results emerged as reasons for low adherence to the SIM the lack of support and advice on the suitability of the dairies, the lack of specific credit line, the complexity of prophylactic measures in the herd, culminating in the withdrawal due to low production volume and the bureaucracy to be faced by producers in the legalization of their artisan activity.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/54663
Arquivos Descrição Formato
000855376.pdf (167.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.