Repositório Digital

A- A A+

Industrialização e taxa de câmbio : uma análise sobre a indústria brasileira no período 1994-2010

.

Industrialização e taxa de câmbio : uma análise sobre a indústria brasileira no período 1994-2010

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Industrialização e taxa de câmbio : uma análise sobre a indústria brasileira no período 1994-2010
Autor Bagatini, Marilia Carvalho
Orientador Ferrari Filho, Fernando
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Curso de Ciências Econômicas.
Assunto Brasil
Indústria
Industrialização
Política cambial
Taxa de câmbio
[en] Deindustrialization
[en] Exchange rate
[en] Industrialization
Resumo O objetivo deste trabalho é analisar o processo de industrialização brasileiro entre os anos de 1994 e 2010 e verificar se a evolução da taxa de câmbio influenciou a trajetória da indústria brasileira. Para atingir este objetivo, será realizada uma análise descritiva, que foi dividida em duas partes: na primeira, são analisados os dados referentes à indústria nacional, enquanto na segunda o foco é a evolução das taxas de câmbio nominal e real. Os dados utilizados têm como base o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). A partir da análise descritiva, constatou-se que o País, de fato, tem passado por uma fase de desindustrialização de sua economia, que foi acompanhada de uma valorização cambial. No entanto, analisando-se o comércio exterior de produtos industrializados, afetados diretamente pelo câmbio, percebe-se que a lógica do impacto cambial sobre as importações, exportações e balança comercial não ocorre. Assim sendo, a relação entre as variáveis câmbio e industrialização não fica nítida, fazendo-se necessário um estudo mais profundo destas questões, considerando mudanças conjunturais do Brasil e do resto do mundo, que também trazem impactos para a estrutura econômica brasileira.
Abstract This paper aims at analyzing the industrialization process of Brazil between 1994 and 2010, and verifying if the exchange rate evolution influenced the path of the industry of Brazil. In order to achieve this objective, a descriptive analysis will be conducted in two parts: in the first part, data referring to national industry will be analyzed, while in the second one the focus is on the evolution of the real and nominal exchange rates. The basis of the data used are the Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), the Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) and the Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Based on the descriptive analysis, it was evidenced that the country has, indeed, passed by a deindustrialization stage of its economy, which has been accompanied by an exchange rate valuation. However, analyzing the foreign trade of industrialized products, directly affected by the exchange rate, it is perceived that the logic of the impact of exchange rate on imports, exports and balance of trade does not occur. Therefore, the relation between exchange rate and industrialization is not clear, making a further study of these issues necessary, considering conjunctural changes in Brazil and in the rest of the world, which also impact on the Brazilian economic structure.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/54941
Arquivos Descrição Formato
000856485.pdf (1.448Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.