Repositório Digital

A- A A+

Implicações das culturas organizacionais da polícia civil na vida familiar dos policiais

.

Implicações das culturas organizacionais da polícia civil na vida familiar dos policiais

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Implicações das culturas organizacionais da polícia civil na vida familiar dos policiais
Autor Griza, Anne
Orientador Cavedon, Neusa Rolita
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Cultura organizacional
Policia civil
Policial civil
Vida familiar
[en] Civilian police
[en] Culture
[en] Family life
[en] Organizational cultures
Resumo A cultura organizacional tem sido foco de atenção da Administração desde o início do século XX. Seus estudos, inicialmente, tinham como pressuposto a mudança na cultura das organizações para a melhora da eficácia organizacional; atualmente, outras linhas de pesquisas têm demonstrado que cultura não se muda, cultura são os símbolos que comunicam o que uma organização é em dado momento. Nesse campo, poucos estudos focam a cultura organizacional da Polícia Civil e, quando o fazem, essas pesquisas tendem a repetir o discurso de outros estudos. Quando se alia a cultura da Polícia Civil à vida familiar de seus servidores, a escassez de trabalhos torna-se ainda mais evidente. Diante desse quadro, pensou-se em verificar as implicações da cultura organizacional da Polícia Civil na vida familiar dos policiais, tendo como objetivos gerais identificar e descrever a cultura organizacional dos policiais que atuam no DECA, identificar e descrever aspectos da vida familiar dos policiais do DECA e compreender as inter-relações cultura organizacional-família. Para atingir esses objetivos, esta pesquisa, de metodologia qualitativa, utilizou-se do método de estudo de caso, e as técnicas de coletas de dados basearam-se em observação participante do contexto de trabalho dos policiais e em entrevistas semiestruturadas com alguns desses profissionais e seus familiares. Os principais resultados desta pesquisa dão conta de que o cotidiano do policial é composto de diversas tarefas objetivas e subjetivas, que exigem deles conhecimentos profundos acerca das leis e habilidades comportamentais e psíquicas para o enfrentamento dos mais diversos conflitos e que se desdobram nos símbolos de suas culturas organizacionais. Sua vida familiar e a rotina de trabalho parecem inter-relacionarem-se desde o ingresso do policial na instituição, fazendo com que, conforme se torna parte da identidade desses indivíduos, as culturas organizacionais da Polícia Civil influenciam a vida familiar desses profissionais. Os símbolos culturais dessa instituição são, aos poucos, incutidos no seio familiar dos policiais e refletem-se em seus relacionamentos, em algumas mudanças de sua postura e na forma como esses profissionais encaram o perigo e representam-no para sua família. O contexto de trabalho da Polícia Civil desdobra-se em suas culturas e gera novas formas de encarar a realidade, que são transmitidas nas relações desses profissionais com suas famílias.
Abstract The organizational cultures have been the spotlight in the Administrative area since the beginning of the XX century. Initially, its studies had as presupposition the changes in the organizational cultures for the improvement of it; nowadays, other research lines have showed that cultures does not changes because are signs that communicate what an organization is in a certain moment. In this field, only a few studies focus on the organizational cultures of the Civilian Police and when done they tend to repeat the same speech of the other studies. When the Civilian Police cultures are allied to familiar life, the shortage of work become even more evident. Having this reality in mind, they decided to verify the implications into the organizational cultures of the familiar life of the Civilian Police, considering the identification and the description of those who act in DECA. Identify and describe the familiar life aspects and understand the inter relation between organizational cultures and familiar life. This qualitative research intend to reach this objectives using the study case method and data collection based on direct observation inside the police work context, including interviews with some of the police and related family. The most important results of this research is that: the police officer daily routine is compound of many different tasks, objectives and subjective which demand from them deep knowledge about laws, behavior skills and psychic for facing the various conflicts that turn to the symbols of their organizational cultures. Their familiar life and work routine seem to relate to each other since the police officer enter into the institution, making that interfering their identity. The cultural signs from this institution are little by little instilled in the familiar nucleus, reflecting on their relations and in some behavior changes. The way these police officers face the danger and transfer to their families. The Civilian Police context unfolds on their cultures and generates new ways to face the reality that are passed in the relation of these professionals and their families.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/55061
Arquivos Descrição Formato
000851355.pdf (1.301Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.