Repositório Digital

A- A A+

Hiperatividade ou indisciplina : o TDAH e a patologização do comportamento desviante na escola

.

Hiperatividade ou indisciplina : o TDAH e a patologização do comportamento desviante na escola

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Hiperatividade ou indisciplina : o TDAH e a patologização do comportamento desviante na escola
Autor Richter, Bárbara Rocha
Orientador Santos, Luís Henrique Sacchi dos
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Ciências Básicas da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde.
Assunto Comportamento infantil
Disciplina escolar
Escola
Indisciplina
Psicotrópicos
Transtorno do déficit de atenção com hiperatividade
[en] ADHD
[en] Discipline
[en] Indiscipline
[en] Medicalization
[en] Psychotropic drugs
[en] School
Resumo O Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) configura-se, atualmente, como um dos transtornos cada vez mais diagnosticados em indivíduos de idade escolar. Ao invés de tomar o TDAH como um fato científico isolado, proponho, através deste estudo, pensá-lo como um fenômeno vinculado à cultura. Para tanto, valho-me do referencial teórico-metodológico dos Estudos Culturais e pós-estruturalistas. Busco problematizar as estratégias voltadas ao controle dos corpos hiperativos na escola, pensando a emergência do TDAH no solo da cultura somática, bem como sua relação com o processo a que se tem chamado de medicalização do ensino, fenômeno que vem acompanhado do uso de psicofármacos como solução para problemas de comportamento em sala de aula. Analiso exemplares da revista Nova Escola, no período de 1986 (ano inicial de sua publicação) a 2011, operando com as matérias cujo título ou o conteúdo versassem sobre hiperatividade, desatenção e/ou indisciplina. Observo o modo como o discurso neurocientífico atravessa as noções de sujeito e de que maneira esse atravessamento implica em práticas no âmbito da escola. Esta discussão permite observar que os processos de biologização, patologização e medicalização constituem fenômenos interligados e fortemente articulados ao TDAH na contemporaneidade. Assim, o diagnóstico de TDAH e o uso de psicofármacos se mostraram, na análise deste trabalho, como uma nova forma de controle e disciplinamento do corpo infantil/escolar. Aponto para a necessidade de um questionamento acerca da transferência de problemas de ordem escolar para a esfera médica.
Abstract The Attention Deficit and Hyperactivity Disorder (ADHD) is currently one of the increasingly diagnosed disorders in individuals of school age. Instead of taking ADHD as an isolated scientific fact, I propose, through this study, think of it as a phenomenon linked to the culture. For this, I use the theoretical and methodological referential of Cultural Studies and poststructuralists. I attempt to analyze the strategies aimed at controlling hyperactivities bodies in the school, thinking about the emergence of ADHD in the context of somatic culture, and its relation to the process that has been called medicalization of education. This phenomenon has accompanied the use of psychotropic drugs as a solution to behavior problems in the classroom. I analyze copies of the magazine Nova Escola for the period 1986 (initial year of its publication) to 2011, operating with reports of hyperactivity, inattention and indiscipline. I regard how neuroscientific discourse through the concepts of subject and how this involves practices within the school. This discussion allows us to note that biologization, pathologizing and medicalization are interconnected process and strongly articulated with TDAH in contemporary. Thus, the diagnosis of ADHD and the use of psychotropic drugs constitute a new form of control and discipline of the infant’s body. I point to the need to question about the transfer of problems in educational to the medical area.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/55071
Arquivos Descrição Formato
000857084.pdf (2.191Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.