Repositório Digital

A- A A+

Cineclubismo e políticas culturais : uma análise das implicações das políticas do governo Lula na configuração da rede no Rio Grande do Sul

.

Cineclubismo e políticas culturais : uma análise das implicações das políticas do governo Lula na configuração da rede no Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Cineclubismo e políticas culturais : uma análise das implicações das políticas do governo Lula na configuração da rede no Rio Grande do Sul
Autor Baldini, Juliana Previatto
Orientador Baldi, Mariana
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Cinema
Governo Lula
Políticas culturais
[en] Cine mais cultura
[en] Cultural politics
[en] Film societies
[en] Film societies movement
[en] Network theory
Resumo O governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no período de 2003 a 2010, foi marcado pela adoção de uma nova concepção de cultura, sustentando a necessidade de assumi-la enquanto valores, posturas e comportamentos sociais. Isso exigiu do Estado uma nova postura, sustentada pelas políticas culturais, cabendo destaque ao esforço de democratização promovido com a reestruturação do Ministério da Cultura (MinC) como tentativa de combater o problema da exclusão cultural. Em relação ao cinema, a atitude assumida foi de encontro à de mecenas praticada até então, especificamente baseada em políticas de financiamento, ilustradas pelas Leis Rouanet (1991) e do Audiovisual (1993). Voltada à questão do audiovisual, a iniciativa que se destacou foi o Cine Mais Cultura, parte do Programa Mais Cultura, que tem por objetivo a implementação e a ampliação de espaços de exibição audiovisual fora do esquema comercial, essencialmente representados pelas atividades cineclubistas – organizações formadas por cinéfilos e pessoas interessadas em cinema, que se reúnem para apreciar e refletir sobre essa arte. O alcance dessa ação acontece através da disponibilização de equipamento audiovisual para projeção digital, formação em oficinas cineclubistas e acesso ao acervo da Programadora Brasil. Á luz da teoria de redes, definiu-se como objetivo desta pesquisa verificar e analisar como as políticas culturais do período entre 2003 e 2010 (re)constituíram os laços, a estrutura e a arquitetura da rede cineclubista gaúcha. O método investigativo selecionado para o desenvolvimento dessa pesquisa foi o estudo de caso (YIN, 2005). Foram selecionadas para a coleta dos dados a análise de dados secundários, a observação direta e a entrevista, realizados de março de 2011 a maio de 2012. Os dados foram analisados a partir da análise de conteúdo (BARDIN, 2011; BAUER, 2002), realizada com base nas categorias nomeadas pela teoria de redes – atores, laços, rede, estrutura, arquitetura. Para complementar a análise, alguns índices e figuras foram extraídos do software UCINET 6 (BORGATTI; EVERETT; FREEMAN, 2005). Em relação à análise dos impactos dessa política cultural na atuação dos antigos e novos cineclubes, cabe destacar a entrada de novos atores, decorrente da criação de um grande número de cineclubes por todo o estado. Além disso, também merece destaque a qualificação de espaços de exibição já existentes, que se candidataram aos editais do governo federal e passaram por formação cineclubista. Outro ponto consiste ainda na intensificação da articulação entre os cineclubes, fortalecida por meio do CNC e das ferramentas de horizontalização do movimento por ele criadas. Estruturalmente, a rede teve um aumento significativo em seu tamanho, devido à criação desses novos cineclubes, além da alteração dos atores considerados centrais e periféricos ao longo dessa trajetória. Em geral, as políticas cumprem com sua proposta, na medida em que novos cineclubes foram criados, espaços foram aprimorados e o cinema brasileiro teve maior alcance no território nacional, em especial, o gaúcho, foco deste estudo. Por outro lado, existe a crítica de que aproximar o cineclubismo de uma formatação governamental impede que essa atividade democrática alcance seus objetivos de maneira ampla.
Abstract The government of president Luiz Inacio Lula da Silva, in the period 2003 to 2010, was marked by the adoption of a new conception of culture, supporting the need to take it as values, attitudes and social behaviors. This required a new attitude of the State, sustained by cultural politics, being highlighted the democratization effort promoted by the restructuring of the Ministério da Cultura (MinC) in an attempt to combat the problem of cultural exclusion. Concerning the cinema, the stance taken was moving the patrons position practiced so far, specifically policy-financing-based, illustrated by the Lei Rouanet (1991) and Audiovisual (1993). Facing the issue of audiovisual, the initiative that stands out is the Cine Mais Cultura, part of the Programa Mais Cultura, which aims at the implementation and expansion of audiovisual exhibition spaces outside the trading scheme, mainly represented by the film societies activities – organizations formed by cinephile and people interested in cinema, who gather to enjoy and reflect on the art. The scope of this project is through the provision of audiovisual equipment for digital projection, film society training workshops and access to the collection of Programadora Brasil. Based on Network Theory, the aim of this research was defined by verify and analyze how the cultural politics of the period between 2003 and 2010 (re)constituted the ties, the structure and architecture of the film societies network from Rio Grande do Sul. The investigative method selected for the development of this research was the case study (Yin, 2005). The techniques selected for data collection were analyze of secondary datas, direct observation and interview, realized from March 2011 to May 2012. The data was analyzed by the content analysis (Bardin, 2011; BAUER, 2002), realized based on categories designated by the Network Theory – actor, ties, network structure and architecture. To complement the analysis, some indexes and figures were extracted from the software UCINET 6 (Borgatti, Everett, Freeman, 2005). Regarding the analysis of the impacts of cultural policy in the performance of old and new film societies, we highlight the entry of new actors, due to the creation of a large number of film societies throughout the state. Besides, it also deserves the qualification of existing exhibition spaces, which have applied to the edicts of the federal government and have gone through a film societies training. Another point is still the intensification of links between the film societies, strengthened by CNC and flattening tools of the movement it created. Structurally, the network had a significant increase in size due to the creation of these new film societies, besides the alteration of central and marginal actors along this trajectory. In general, the policies comply with its proposal, as those new film societies were created, spaces were enhanced and Brazilian cinema has greater reach in the national territory, in particular, in the Rio Grande do Sul, focus of this study. On the other hand, there is disapproval that the approach of film societies to a government formatting prevents this democratic activity to achieve its goals broadly.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/55121
Arquivos Descrição Formato
000852700.pdf (1.557Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.