Repositório Digital

A- A A+

Presença dos Pais na UTI neonatal : desafios e habilidades para a equipe de saúde

.

Presença dos Pais na UTI neonatal : desafios e habilidades para a equipe de saúde

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Presença dos Pais na UTI neonatal : desafios e habilidades para a equipe de saúde
Autor Castilho, Cássia
Orientador Pedro, Eva Néri Rubim
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Enfermagem. Curso de Enfermagem.
Assunto Família
Unidades de terapia intensiva neonatal
Resumo Viver a experiência do nascimento de um bebê é um momento de muitas realizações, todavia essa vivência permeada por uma patologia ou imprevisto desencadeia muitos conflitos e inseguranças para a família. Nesse sentido, a equipe de profissionais que trabalha na Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal (UTIN) necessita estar preparada para as diversas situações que esse ambiente exige. Sendo assim, por envolver uma complexidade de relações no ambiente hospitalar é importante ressaltar que esses profissionais enfrentam diariamente estímulos estressantes e diversos desafios, principalmente no que se refere à inclusão dos pais no processo de cuidar. Este estudo teve como objetivos avaliar como os profissionais se sentem em relação às suas capacidades e desafios para o enfrentamento da presença dos pais em uma UTIN e identificar como os profissionais de saúde lidam com a presença dos pais. Foi realizado na UTIN do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) no período entre abril e maio de 2012. O estudo foi submetido ao Comitê de Ética e Pesquisa do referido hospital sendo aprovado sob o nº 6584. Os participantes foram 30 profissionais, sendo seis enfermeiros, 23 técnicos de enfermagem e um fisioterapeuta. Para a coleta de dados foram utilizadas uma escala análogo-visual e uma entrevista semiestruturada. A análise dos dados constou de duas etapas, uma quantitativa para os dados da escala e outra qualitativa para os dados das entrevistas. Emergiram percentuais e categorias temáticas que apontaram como resultados: a equipe tem consciência da importância da presença dos pais; enfrentam desafios como dificuldades na comunicação e lidar com pais com comportamentos alterados; relataram habilidades como a escuta, a segurança nos procedimentos e manuseio das situações; a necessidade de uma educação permanente; e para alguns participantes é possível vivenciar um estado de flow como um estado de felicidade plena ao realizar suas atividades de maneira ótima. Ao término do estudo evidenciamos a importância do mesmo tanto para a pesquisadora quanto para a equipe, pois pelo envolvimento e troca de experiências, possibilitou uma reflexão sobre o grande desafio que ainda é para muitos a presença constante dos pais junto aos seus bebês em um ambiente de grande complexidade, além de ser uma experiência permeada de muitos sentimentos, ações e reações próprias do comportamento humano.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/55285
Arquivos Descrição Formato
000856964.pdf (1.185Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.