Repositório Digital

A- A A+

Melodrama como matriz cultural no processo de constituição de identidades familiares : um estudo de (tele)novela e bumba-meu boi : usos, consumos e recepção

.

Melodrama como matriz cultural no processo de constituição de identidades familiares : um estudo de (tele)novela e bumba-meu boi : usos, consumos e recepção

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Melodrama como matriz cultural no processo de constituição de identidades familiares : um estudo de (tele)novela e bumba-meu boi : usos, consumos e recepção
Autor Silva, Lourdes Ana Pereira
Orientador Jacks, Nilda Aparecida
Data 2012
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação. Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação.
Assunto Comunicação
Estudos de recepção
Família
Identidade
Melodrama
Telenovela
[en] Family history
[en] Reception studies
Resumo Esta tese tem como objetivo compreender de que modo o gênero melodrama – nas suas atualizações através da (tele)novela, do bumba-meu-boi e das práticas sócio-comunicativas familiares - se constitui numa matriz cultural para a identidade de uma família de classe popular. Trabalha-se com três gerações de uma família maranhense buscando identificar os usos, consumo e recepção de tele (novela), assim como outras práticas midiáticas e sócio-comunicativas através do tempo. A observação inicial do campo conduziu à hipótese de que o melodrama constitui matriz privilegiada para o entendimento da(s) identidade(s) familiar (es) em razão do intenso trânsito e intercâmbio de valores existentes na (tele) novela e em diversas expressões da cultura popular. Assim, discutem-se aspectos históricos e conceituais do melodrama e suas conexões com a telenovela e o bumba-meu-boi; discorre-se sobre diversas matrizes culturais do melodrama articuladas à produção e disseminadas por esses dois formatos narrativos; refletese o conceito de identidade a partir de diferentes perspectivas. No que concerne à questão metodológica, delinea-se um referencial que contempla tanto a reflexão teórica quanto a pesquisa metódica, de modo a optar pelo método da história oral a partir da técnica história de família. Para tanto foram realizadas entrevistas do tipo semiestruturada e entrevista em profundidade além do questionário e de observações etnográficas. Entre os principais resultados destacam-se: a família possui um repertório simbólico compartilhado, que se reconhece e se percebe também nos discursos midiáticos - de modo especial naqueles de matriz melodramática, entretanto, dispõe de outros saberes e de outras referências culturais não midiáticas para pensar e construir suas percepções de mundo e constituírem-se continuamente, desde diferentes gerações e a partir de identidades familiares. Tais identidades se caracterizam, sobretudo pelo sentimento de pertencimento quer da própria linhagem, quer da cidade ou do bairro em que vivenciam sua sociabilidade; e também pela forte relação entre a fé e o lúdico vivenciados nos modos de expressarem sua religiosidade e festividades. A investigação corrobora que as diversas aplicações do estudo dessa família permitem levantar hipóteses sobre outros fenômenos similares.
Abstract This thesis aims at understanding in what way the melodrama genre – in its updates through (tele)novela, the folk theatrical tradition bumba-meu-boi and the familiar socio-communicative practices – constitutes itself in a cultural matrix to the identity of a popular class family. We work with three generations of a family from Maranhão seeking to identify the uses, consumption and reception on tele (novela), as well as other socio-communicative and media practices throughout time. The primary observation of the field lead to the hypothesis that melodrama constitutes privileged matrix to the understanding of family(ies) identity (ies) because of the intense traffic and exchange of values that exist in tele (novela) and in a diversity of popular culture expressions. Therefore, we discuss historical and conceptual aspects of melodrama and its connections with telenovela and bumba-meu-boi; we debate about the various cultural matrixes of melodrama articulated to the production and disseminated by these two narrative formats; we reflect upon the concept of identity from different perspectives. In regard of the methodological issue, we outline a framework that contemplates both the theoretical reflection and the methodical research, choosing the method of oral history based on the technique of family history. For that, semi-structured and in-depth interviews were conducted, besides questionnaire and ethnographic observations. Among the main results, we point out: the family possesses a shared symbolic repertoire that recognizes and is aware of itself in media discourses – particularly in the ones of melodramatic matrix, however it has other knowledges and cultural references that don’t pertain to the media to reflect upon and build its perceptions of the world and continuously constitute itself, in different generations and based on family identities. Such identities are characterized, mainly, by the feeling of belonging to their own lineage, to a city or a neighborhood where they experience their sociability; and also by the strong relation between faith and ludic experienced in the ways their religiosity and festivities are expressed. The investigation corroborates that various applications of this family allows the bringing up of hypothesis concerning similar phenomena.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/55326
Arquivos Descrição Formato
000854038.pdf (3.710Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.