Repositório Digital

A- A A+

Os sentidos do verde nas páginas de Zero Hora

.

Os sentidos do verde nas páginas de Zero Hora

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Os sentidos do verde nas páginas de Zero Hora
Autor Sordi, Jaqueline Orgler
Orientador Girardi, Ilza Maria Tourinho
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação. Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação.
Assunto Análise do discurso
Jornalismo ambiental
Zero Hora (Jornal)
[en] Discourse analysis
[en] Discursive strategies
[en] Environmental journalism
[en] Green
[en] Journalism
Resumo O presente trabalho centra-se nas estratégias discursivas e nos sentidos atribuídos ao verde pelo jornal Zero Hora, a fim de investigar como o mesmo é construído e se configura no imaginário social. Para tal, foi selecionado como corpus desta pesquisa todo material produzido pelo jornal gaúcho Zero Hora ao longo dos últimos quatro anos que continha a expressão “plástico verde”, referente à implantação da nova planta industrial da Braskem no Estado. A sustentação teórica foi estruturada sob três eixos: o Jornalismo, o Verde e o Discurso. O jornalismo foi abordado sob a ótica construtivista, enquanto local de construção, seleção e configuração do acervo de conhecimentos da sociedade; sob a ótica discursiva, entendendo o texto como um discurso, pela sua historicidade e possíveis enquadramentos; e sob a ótica ambiental, que defende um jornalismo de caráter ético e cidadão, comprometido com o interesse público. Optou-se pela Analise do Discurso, que, através de técnicas específicas, identifica as Formações Discursivas, aponta os silenciamentos e as estratégias discursivas que movimentam as intenções dos produtores da notícia. A pesquisa indicou a predominância do discurso ecotecnocrático, que através de estratégias de (re) afirmação e silenciamentos, atribui ao verde uma visão filiada a interesses comerciais, distanciando-se de seus sentidos ecológicos originais.
Abstract The present work focus the discursive strategies and the meanings ascribed to green by the newspaper Zero Hora, aiming to research how it is built and insert in the social imaginary. For this purpose, there were selected as a corpus of this research the news produced by Zero Hora during the last four years that contained the expression “green plastic”, referring the implementation of the new industrial plant of Braskem in the State of Rio Grande do Sul. The theorectical ground was structured under three axis: Journalism, Green and Discourse. Journalism was discussed under the constructive view, as a place of construction, selection and configuration of the complex of knowledge of the society; under the discursive view, considering the text as a discourse, for its historicity and possible framing; and under the environmental view, that considers journalism compromised with the public interests, in a ethical and citizenhood way. Analysis of Discourse was chosen for its specific techniques of identifying Discursive Formations, pointing to the silences and discursive strategies that give movement to the producers of the news. The research indicated the prevalence of the ecotheocratic discourse which, through the reaffirmation of the silences, attributes to green a vision allied with the commercial interests, outdoiong of the original ecological meanings.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/55386
Arquivos Descrição Formato
000852784.pdf (5.442Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.