Repositório Digital

A- A A+

Seria Santiago uma localidade remota? Um estudo sobre aglomeração e desenvolvimento

.

Seria Santiago uma localidade remota? Um estudo sobre aglomeração e desenvolvimento

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Seria Santiago uma localidade remota? Um estudo sobre aglomeração e desenvolvimento
Autor Bertazzo, Catiane Uberti
Orientador Lahorgue, Maria Alice Oliveira da Cunha
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Arquitetura. Programa de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regional.
Assunto Desenvolvimento urbano
Industrialização
Santiago (RS)
[en] Agglomeration
[en] Development
[en] Diffuse industrialization
[en] Endogenous development
[en] Remote cities
Resumo As cidades constituem-se num fator estratégico na evolução das sociedades e onde se dá o processo de difusão das inovações e desenvolvimento do setor produtivo. Cabe ao seu funcionamento promover economias de aglomeração e explorar o universo da diversidade produtiva, comercial e cultural a fim de suscitar alternativas de organização às empresas para obterem maiores ganhos e competitividade. Tem-se que estudar detalhadamente o papel das inovações e avaliar as estratégias do sistema produtivo e as variáveis dos métodos de aglomeração no desenvolvimento urbano. Dentro dessa perspectiva a presente dissertação analisa as condições favoráveis e desfavoráveis de crescimento do setor industrial de Santiago, cidade de 49.082 habitantes, localizada no Rio Grande do Sul/Brasil, levantando necessidades e possíveis oportunidades, considerando sua localização geográfica alheia aos fluxos de trocas promovidos pelos núcleos urbanos mais desenvolvidos. Foram calculados vários índices comparativos de crescimento e caracterização das principais atividades produtivas, níveis de emprego, geração de renda de Santiago e do Corede Vale do Jaguari e constatou-se que Santiago só cresceu dentro da média do Estado, não se destacando em nenhuma atividade industrial e não conseguindo articular algum setor com base na cooperação e construção de aglomerações produtivas.
Abstract Cities are a strategic factor in the evolution of societies and where the diffusion process of innovations and development of the productive sector occur. Its functioning promotes agglomeration economies and explores the universe of diversified production, trade and cultural in order to offer organizational alternatives to companies to be more competitive. The study of the role of innovations and the evaluation of the agglomeration characteristics are of great value to assess urban development. In this perspective this dissertation analyzes the favorable and unfavorable conditions to growth of the industrial sector of Santiago, a city of 49,082 inhabitants, located in Rio Grande do Sul / Brazil, raising needs and potential opportunities, considering its geographical location eccentric to the major economic flows, which are based on the more developed urban centers. Different measures of growth and comparative characterization of the main productive activities, employment levels, income generation in Santiago and in the the region of the Regional Development Council (Corede) of the Vale do Jaguari have been calculated. The results show that Santiago has only grown in the state average, and it’s not outstanding in any industrial activity and failed in articulating cooperation within its main sectors in the way to promote cluster building.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/55489
Arquivos Descrição Formato
000857913.pdf (1.843Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.