Repositório Digital

A- A A+

O portal meridional do Brasil : Rio Grande, São José do Norte e Pelotas no período colonial (1737 a 1822)

.

O portal meridional do Brasil : Rio Grande, São José do Norte e Pelotas no período colonial (1737 a 1822)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O portal meridional do Brasil : Rio Grande, São José do Norte e Pelotas no período colonial (1737 a 1822)
Autor Oliveira, Ana Lúcia Costa de
Orientador Souza, Célia Ferraz de
Data 2012
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Arquitetura. Programa de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regional.
Assunto Cidades coloniais
Crescimento urbano
História urbana
Pelotas (RS)
Rio Grande (RS)
São José do Norte (RS)
Urbanismo : Século XIX
Urbanismo : Século XVIII
Urbanização
Resumo O processo de ocupação e anexação do território do Rio Grande do Sul, dentro do processo de urbanização do Brasil, iniciou, aproximadamente, duzentos anos após a chegada dos primeiros navegantes no Brasil. As questões oriundas da expansão e ocupação do território brasileiro já haviam avançado, com as decisões do tratado de Madri (1750), que determinaram um processo de urbanização tardio, com novas políticas urbanizadoras. Apesar das diferenças temporais e de contexto, muitas semelhanças permaneceram no que diz respeito às suas formas urbanas. O estudo dessa urbanização é um dos objetivos desse trabalho. Por outro lado, se escolheu analisar as cidades de Rio Grande, São José do Norte e Pelotas, que se encontram às margens das lagoas, no acesso ao complexo lagunar Patos e Mirim, no sul do Brasil, chamada nessa tese, “Portal Meridional do Brasil”. O objetivo foi avaliar no período entre 1737 e 1822, o crescimento dessas cidades, as regras urbanísticas que as regeram e suas categorias de análise como rua, quarteirão e lote, remanescentes até hoje. Esse estudo verificou a importância que o lote teve na formação da imagem que se tem da cidade colonial e de sua paisagem. Foi ele o responsável por aproximar tempos diversos e lugares diferentes, promovendo uma morfologia típica independente da edificação.
Abstract The process of occupation and anexation of the Rio Grande do Sul territory, within the Brazilian own urbanization process, initiated, aproximately, two hundred years after the arrival of the first settlers in Brazil. The issues originating from the expansion and occupation of the Brazilian territory had already advanced with the decisions of the Madrid's Treaty (1750), which determined a late urbanization process, with new urbanizing policies. Despite the temporal and contextual differences, many similarities remained regarding the urban shape. The study of this urbanization is one of the objectives of the present work. On the other hand, the cities of Rio Grande, São José do Norte and Pelotas were selected, which are located at the margins of the lagoons, in the access to the lake complex Patos and Mirim, in the South of Brazil, called in this thesis, “Brazilian Southern Gate”. The objective was to evaluate, in the period between 1737 and 1822, the growth of these cities, the urbanistic guidelines that ruled their categories of analysis such as street, block and lot, remaining until today. This study verified the importance that the lot had on the formation of the perceived image of the colonial city and its landscape. It was responsible for maintaining divergent times and different locations, promoting a typical morphology independing on the building.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/55510
Arquivos Descrição Formato
000857650.pdf (61.36Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.