Repositório Digital

A- A A+

O monitoramento nutricional da ovelha, no período de um ano e o efeito da esquila no meio da gestação no peso ao nascer e perfil hematológico do cordeiro recém-nascido.

.

O monitoramento nutricional da ovelha, no período de um ano e o efeito da esquila no meio da gestação no peso ao nascer e perfil hematológico do cordeiro recém-nascido.

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O monitoramento nutricional da ovelha, no período de um ano e o efeito da esquila no meio da gestação no peso ao nascer e perfil hematológico do cordeiro recém-nascido.
Autor Dreyer, Cristina Terres
Orientador Ribeiro, Luiz Alberto Oliveira
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias.
Assunto Beta-hidróxi-butirato
Hematócrito
Lactato
Nutricao animal : Ovinos
Pre-parto
[en] Beta-hydroxybutirate
[en] Haematocrit
[en] Lactate
[en] Nutrition
[en] Pre-lamb shearing
[en] Sheep
Resumo No Brasil, a produção de ovinos é um fator de grande importância econômico-social, principalmente no estado do Rio Grande do Sul (RS). Um dos principais problemas enfrentados neste mercado são as perdas reprodutivas, representadas por baixa taxa de prenhes, baixa prolificidade e alta mortalidade perinatal de cordeiros. A deficiência de informações sobre as causas dessas perdas motivaram a realização dos experimentos aqui apresentados. No primeiro artigo dados sobre o peso (kg), condição corporal (CC) e nível sérico de beta-hidoxibutirato (BHB) foram estimados em um grupo (n=16) de ovelhas Corriedale prenhes, mantidas a campo no RS, pelo período de um ano. O grupo experimental foi tomado aleatoriamente de um rebanho de 60 ovelhas encarneiradas por monta natural no outono. Das 60 ovelhas do rebanho expostas a carneiros 53 (88,3%) foram detectadas prenhes ao exame de ultrassonografia e somente oito com partos gemelares (13,3%). O peso médio não mostrou variação estatística significativa durante o período de observação. O peso no pré-encarneiramento de 51,04kg (±1,2) mostrou um pequeno aumento até o início do encarneiramento. Esse peso sofreu um pequeno declínio entre o início e o meio da gestação. Entre o meio e o final da gestação houve um pequeno aumento de peso experimentando a partir dai um declínio, chegando ao seu menor valor de 47,93kg (±0,31), no início da lactação. A CC média das ovelhas aumentou entre o pré-encarneiramento e a início da gestação (p<0,05), sendo que a CC média de 2,9, observada no início da gestação foi a mais elevada durante o período de observação. Observou-se, por outro lado, um declínio no valor médio da CC do rebanho no meio, final da gestação e início da lactação, observando-se o valor mais baixo da CC, 2,03 (±0,11) (p<0,05), no início da lactação. Os valores séricos médios de BHB mantiveram-se estáveis durante o pré-encarneiramento e o início da gestação. A partir do meio da gestação observou-se um aumento no valor médio desse metabólito, tendo sido observado diferença significativa (p<0,05) entre o meio e o final da gestação. O valor mais elevado de 0,595 mmol/L (±0,10) foi detectado no início da lactação, sendo esse valor significativamente diferente (p<0,05) do observado no final da gestação, sugerindo um desbalanço energético. Conclui-se que o ganho de peso ou CC, observada no pré-encarneiramento foram aparentemente insuficientes para elevar a taxa de prenhez e a prolificidade do rebanho. No segundo artigo foi observado o efeito da esquila, no meio da gestação, sobre o peso ao nascer e perfil hematológico de cordeiro, peso da placenta, condição corporal das ovelhas no momento do parto, por dois anos reprodutivos consecutivos. O grupo experimental foi constituído de 41 ovelhas no primeiro ano (2010) e de 51 ovelhas no segundo ano (2011). As ovelhas, da raça Corriedale, foram mantidas em pastagem natural e cultivada durante a gestação. O encarneiramento (45 dias) foi feito por monta natura com 6-7% de carneiros reprodutivamente aptos, no outono (março/abril). Aos 50 dias da retirada dos carneiros foi realizado diagnóstico ultrassonográfico de gestação. A metade da cada grupo de ovelhas gestando, em cada ano, foi então submetida a esquila completa (grupo E). As ovelhas restantes forma mantidas com lã, constituindo o grupo NE. No ano de 2010, a esquila foi realizada aos 72 dias e em 2011 aos 74 dias de gestação, em média. Cada ovelha teve o parto acompanhado desde os primeiros sinais do trabalho até a expulsão completa do feto. Em 2010 realizou apenas a pesagem dos cordeiros, já em 2011 além da pesagem do cordeiro foi realizada a pesagem da placenta e coleta sanguínea do cordeiro recém-nascido para análise bioquímica e hematológica. O peso ao nascer dos cordeiros do grupo de ovelhas E e NE foram de 5,56kg (±1,2) e 4,84kg (±0,9) no ano de 2010 e de 5,57kg (±1,07) e 4,32kg (±1,1) para o ano de 2011 (p<0,05), nos dois anos. O peso médio da placenta do grupo de ovelhas E e NE foi de 497,5g (±98,2) e 380g (±133,5), respectivamente (p<0,05). Foi também observado, que o valor médio do hematócrito do grupo de cordeiros provenientes de ovelhas do grupo E foi menor (43%) que o valor médio dos cordeiros nascidos de ovelhas do grupo NE (46%) (p<0,05). Não foram observadas diferenças entre os níveis médios de lactado de cordeiros nascidos dois grupos. Finalmente, os dados aqui obtidos mostraram não haver diferença (p>0,05) entre o escore de CC das ovelhas, no momento do parto, com o peso ao nascer dos cordeiros nos dois grupos, durante os dois anos de experimento.
Abstract In Brazil, the sheep industry is an important social and economic sector; mainly in the state of Rio Grande do Sul (RS). One of the most pressing problem faced by the industry are the reproductive losses, caused by a low pregnancy rate, low prolificity and high perinatal mortality. The lack of information about the causes of these reproductive waists led to the conduction of two experiments here presented. In the first paper, data on body live weight (kg) (BLW), body condition score (BC) and serum level of beta-hydroxybutirate (BHB) were estimated in a group (n=16) of pregnant Corriedale ewes, grazed on natural pasture of Rio Grande do Sul (RS) state, during one year observation period. The experimental group was taking randomly from a flock of 60 ewes exposed to rams during the autumn. Of the 60 original flock ewes only 53 (88,3%) were detected pregnant at scanning and only 13% show multiple pregnancy. The BLW did not show statistics difference during the observation periods. However the BLW of 51,04kg (±1,2) showed a little increase on the pre-tupping time period. Then a small lost of BLW was observed between the beginning and middle of gestation period. From then to the final of gestation period a small increase of BLW was detected. The minor BLW of 47,93kg (±0,31) was detected at the beginning of the lactation period. The BC mean increased during the pre-tupping time and beginning of pregnancy (p<0,05), being the BC of 2.9, observed on the beginning of gestation period, the most elevated value detected. On the other hand, a decrease of the BC mean was observed starting on the middle of gestation until the beginning of lactation periods, when the lower value (2.03 ±0,11) (p<0,05) was detected. The serum values of BHB were stable on the pre-tupping and beginning of gestation periods. An increase statistically significant (p<0,05) of the metabolic was then detected between the middle and final of gestation periods. The highest value observed of 0,595 mmol/L (±0,10mmol/L) occurred at the beginning of lactation (p<0,05) when compared with the final of gestation suggesting an energetic disbalance. Finally, the information obtained in this paper suggested that the gain in BLW and BC observed in the pre-tupping time period was not enough to increase the pregnancy and prolificacy rates of the flock. In the second paper, the medium gestation shearing effect on the birth weight and haematocrit value of lambs, placental weight and body score condition (SC) of ewes at parturition, during two reproductive years was observed. The experimental group was constituted of 41 ewes on the first year (2010) and 51 ewes on the second year (2011) . The Corriedale ewes were grazed on natural and cultivated pasture during the gestation period. The ewes were exposed (45days) to 6-7% fertile rams in the autumn (March and April). The scanning was performed in all ewes fifty days after the ram’s removal. Each year one half of the pregnant ewes were sheared (S group) and the remain left unsheared (US). The sharing was performed at days 72 and 74 of gestation period on years 2010 and 2011, respectively. At the lambing time the ewes were observed during the entering labour time. In the 2010 lambing time only the lamb birth weight was taken. On the other hand, in 2011 beyond the birth weight of lambs, placental weight and lamb blood samples were collected for haematological analyses. The mean birth weight of the lambs from groups S and US observed were 5,56kg (±1,2) and 4,84kg (±0,9) in 2010 and 5,57kg (±1,07) and 4,32kg (±1,1) in 2011 (p<0,05). The placental mean weight from ewes of groups S and US were 497,5g (±98,2) and 380g (±133,5), respectively (p<0,05).The haematocrit mean value of lambs from S ewes was lower (43%) than the lambs from the US ewes (46%) (p<0,05). The lactate blood level from lambs born from S an US ewes did not show any significance difference. Finally, the data did not show any correlation (p>0,05) between the SC of ewes at lambing time and lamb birth weight in both groups on the two consecutive observation years.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/55970
Arquivos Descrição Formato
000857430.pdf (736.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.