Repositório Digital

A- A A+

Os dicionários em uso no Brasil : o caso do DUPB (2002) e do DUPC (2004)

.

Os dicionários em uso no Brasil : o caso do DUPB (2002) e do DUPC (2004)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Os dicionários em uso no Brasil : o caso do DUPB (2002) e do DUPC (2004)
Autor Alves, Carolina Fernandes
Orientador Bugueño Miranda, Félix Valentin
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Curso de Letras: Português e Espanhol: Licenciatura.
Assunto Dicionário de uso
Lexicografia
Língua portuguesa
[es] Diccionarios de uso
[es] Lexicografía
[es] Normatividad
Resumo Dicionários são instrumentos normativos por natureza, mesmo quando alguns desejam ser apenas descritivos. Os tipos de informações oferecidas constituem-nos como ferramentas de orientação idiomática, característica enfatizada pela expectativa do usuário ao consultá-los. Apesar de ser considerada uma obra descritiva, o chamado dicionário de uso também possui um efeito normativo. A concepção do que seja “uso”, no entanto, dependerá se essa característica normativa é ou não reconhecida pelos autores da obra. Sendo assim, os objetivos do presente trabalho são, em primeiro lugar, verificar qual a concepção de “uso” adotada pelo Dicionário de Usos do Português do Brasil (2002) e pelo Dicionário Unesp do Português Contemporâneo (2004). Em um segundo momento, deveremos analisar se as informações apresentadas por essas obras condizem com o que entendem como “uso”. Finalmente, deveremos verificar se essas informações qualificam essas obras como parte do genótipo “dicionário de uso”.
Resumen Diccionarios son instrumentos normativos por su propia naturaleza, aunque algunos intenten ser descriptivos solamente. Las informaciones ofrecidas los convierten en herramientas de orientación idiomática, característica que la expectativa del usuario enfatiza al consultarlas. A pesar de que la consideren una obra descriptiva, el llamado diccionario de uso también posee un efecto normativo. La concepción de lo que sea “uso”, sin embargo, dependerá si los autores de la obra reconocen o no esa característica normativa. Luego, los objetivos del presente trabajo son, primeramente, verificar cuál la concepción de “uso” que el Dicionário de Usos do Português do Brasil (2002) y el Dicionário Unesp do Português Contemporâneo (2004) adoptan. En un segundo momento, deberemos analizar si las informaciones que esas obras presentan condicen con lo que entienden como “uso”. Finalmente, deberemos verificar si esas informaciones califican las obras como parte del genotipo “diccionario de uso”.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/56158
Arquivos Descrição Formato
000859954.pdf (1.267Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.