Repositório Digital

A- A A+

Análise das fragilidades ambientais da sub-bacia hidrográfica do Arroio Santa Isabel, RS

.

Análise das fragilidades ambientais da sub-bacia hidrográfica do Arroio Santa Isabel, RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise das fragilidades ambientais da sub-bacia hidrográfica do Arroio Santa Isabel, RS
Autor Marth, Jonathan Duarte
Orientador Moura, Nina Simone Vilaverde
Co-orientador Koester, Edinei
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Programa de Pós-Graduação em Geografia.
Assunto Geografia ambiental
Hidrografia
Santa Isabel, Arroio (RS)
[en] Erosion
[en] Flood
[en] Santa Isabel brook
[en] Watershed (hidrographic basin)
[en] Weakness
Resumo O estudo consistiu em uma pesquisa ambiental visando o mapeamento e análise das fragilidades do ambiente na Sub-bacia Hidrográfica do Arroio Santa Isabel (SbHASI), baseando-se na metodologia de Ross (1994). A Bacia situa-se na região sul do Rio Grande do Sul, nos municípios de São Lourenço do Sul e Cristal, com uma área de aproximadamente 294 km², essencialmente relacionada às atividades do espaço rural. Nesta região são comuns as inundações decorrentes de precipitações acumuladas e eventos extremos, além de processos erosivos decorrentes de características do ambiente e do uso intenso dos solos através de atividades como agricultura e pecuária. A análise ambiental dividiu-se em diferentes etapas: caracterização de elementos do meio físico no âmbito regional; mapeamento e caracterização das principais unidades geológicas; mapeamento geomorfológico (padrão de formas semelhantes); análise das características pedológicas e mapeamento dos solos; resgate e análise do processo histórico de ocupação da área de estudo e arredores; análise da evolução da cobertura vegetal e usos da terra através de imagens de satélite dos anos de 1987, 1995 e 2010. A área de estudo está inserida em duas unidades morfoesculturais do RS: a morfoescultura Planalto Uruguaio Sul-rio-grandense constituída de rochas do pré-cambriano, tendo um relevo colinoso, com altitude máxima de 205 m, composto principalmente por Argissolos e Neossolos; a morfoescultura Planície e Terras Baixas Costeiras é constituída por sedimentos quaternários da Planície Costeira, esta possui baixas declividades e é composta basicamente por Planossolos e Gleissolos. A ocupação da área de estudo está diretamente relacionada ao relevo, tendo sido ocupada primeiramente pelos portugueses, nas áreas de planície através do sistema de sesmarias, adquirindo grandes propriedades, que hoje estão associadas ao plantio de arroz e soja e à pecuária. Em um segundo momento de ocupação (a partir de 1850), os imigrantes Pomeranos adquiriram pequenas propriedades nas áreas do planalto, que atualmente está associada ao plantio de fumo, de milho e agricultura de subsistência. Ao final da pesquisa dividiu-se a área de estudo em sistema de vertentes e interflúvios e em sistema fluvial, para entendimento das fragilidades referentes à erosão e inundação respectivamente. No setor de vertentes e interflúvios foram encontradas três classes hierárquicas de fragilidade: Fraca (34,26%), média (61,26%) e forte (4,51%). No sistema fluvial foram encontradas cinco classes hierárquicas de fragilidade: muito fraca (21,52 %), fraca (4,43 %), média (35,56 %), forte (13,39 %) e muito forte (25,10 %), sendo constatada influência antrópica nas fragilidades de ambos os sistemas. A metodologia demonstrou ser um importante instrumento de ordenamento territorial, condizendo com a realidade encontrada nos trabalhos de campo.
Abstract This study consisted of an environmental research aiming at mapping and analysis of the weaknesses of the sub-watershed of the Santa Isabel brook (SbHASI), based on Ross methodology (1994). The watershed is located in the Rio Grande do Sul- RS southern region, at São Lourenço do Sul and Cristal counties, with a totally rural area of about 294 km². Floods due to extreme events and accumulated rain are very common in this region, adding erosive processes due to environmental characteristics and from the intensive soil usage through agriculture and livestock activities. The environmental analysis were divided in different stages: characterization of the regional physical medium; mapping and characterization of the main geological units; geomorphological mapping (similar shape pattern); pedological characteristics analysis and soil mapping; recovery and analysis of the historical process of occupation of the study area and vicinity; analysis of the evolution of land cover and land usage through satellite images of the years 1987, 1995 and 2010. The studied area is included in two morfosculptural units from RS. The Uruguaio Sul-rio-grandense plateau is made of precambrian rocks, with a hilly topography, and a 205 m maximum height, composed basically by Argisols and Neosols. The morfosculpture Plain and coastal lowland is made of quaternaries sediments from Coastal plain, presenting low declivity and composed by planosols and gleysols. The studied area occupation is directly related to the topography, had been first occupied by the portugueses, in the plain areas through the sesmarias system, acquiring large properties, which today are associated with the planting of rice and soybeans, and livestock. In a later occupation (from 1850), the Pomerans immigrants acquired small holdings in the areas of the plateau, which is currently associated with the planting of tobacco, corn and subsistence agriculture. At the end of the study the area were divided into slope and interfluves system and waterway system, to understand the weakness related to erosion and flood respectively. In the slope and interfluves sector three hierarchical classes of frailty were found: Weak (34,26%), medium (61,26%)and strong (4,51%). In the fluvial system five hierarchical classes of frailty were found: very weak (21,52 %), weak (4,43 %), medium (35,56 %), strong (13,39 %) and very strong (25,10 %), and found human influence on the weaknesses of both systems. The methodology proved to be an important tool for land use, consistent with the reality in the field.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/56284
Arquivos Descrição Formato
000860595.pdf (39.49Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.