Repositório Digital

A- A A+

Professores universitários e reformulações curriculares : movimentos no curso de Pedagogia da UNEMAT- Campus Sinop

.

Professores universitários e reformulações curriculares : movimentos no curso de Pedagogia da UNEMAT- Campus Sinop

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Professores universitários e reformulações curriculares : movimentos no curso de Pedagogia da UNEMAT- Campus Sinop
Autor Sroczynski, Claudete Inês
Orientador Krahe, Elizabeth Diefenthaeler
Data 2012
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Currículo
Pedagogia
Professor
Reforma curricular
Universidade
[en] Curricular reform
[en] Curriculum
[en] Pedagogy
[en] University
[en] University professor
Resumo Esta tese tem como orientação que um currículo sintetiza relações sociais e, portanto, a materialização de suas reformas, tanto as decorrentes de políticas educacionais, curriculares e institucionais, quanto as provocadas por movimentos internos e demandas sociais externas, expressam processos de contradições, tensões, conflitos e consensos. Neste sentido, adotei a concepção de currículo como construção social dinâmica, com o objetivo de compreender como os professores do Curso de Pedagogia da Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT) – Campus Sinop, conceberam e vivenciaram as proposições curriculares institucionalizadas e as silenciadas, decorrentes de dois processos de reformulações curriculares produzidos entre os anos 1990 a 2010 e como estas construções foram absorvidas no interior do curso. Este curso de Pedagogia foi criado em 1990 junto com a implantação do Campus da UNEMAT na cidade de Sinop – MT. Os processos de reformas curriculares constituem-se como realidade empírica deste estudo, exigindo a adoção de procedimentos de investigação que possibilitassem apreender as diferentes dimensões que dinamizam tais processos, que se caracterizam como fenômeno educativo, conectado a fenômenos sociais mais amplos. A via de acesso adotada foi o estudo de caso numa abordagem qualitativa, e a operacionalização metodológica comportou: estudos bibliográficos, análises de documentos e análise das narrativas geradas por doze entrevistas dando voz ao sujeito professor universitário que participou ou que foi afetado por tais movimentos. Com esta orientação metodológica, buscando assegurar coerência com a concepção de currículo como construção social e entendendo com Popkewitz (1997) reforma como uma prática política e social, e não necessariamente como mudança, este estudo possibilitou inferir que o professor do Curso de Pedagogia, sujeito desta pesquisa, se constituiu como professor universitário no exercício da profissão docente, no interior do próprio curso, interferindo e sendo também afetado pelas reformulações curriculares, tanto em relação às proposições institucionalizadas, quanto às silenciadas, aflorando assim, contradições em sua trajetória. A partir de tais embasamentos verifiquei que os dois movimentos de reformas curriculares foram provocados por conjuntos de demandas sociais, políticas, institucionais e pedagógicas contextualizadas em uma dada realidade, que tanto fundamentaram as proposições de mudanças, quanto possibilitaram o emergir do esgotamento dos currículos, o que indica que as proposições institucionalizadas necessariamente não atendem e não representam interesses e proposições de todos os professores do curso, pois, os consensos construídos foram os possíveis, e não unanimidades. E as silenciadas possuem a potencialidade de operar atitudes e fortalecer discursos que confrontam o instituído.
Abstract For this thesis, a curriculum synthesizes social relationships and so, the materialization of its reforms, arising from both the educational, curricular and institutional policies, as those caused by internal movement and external social demands, expresses processes of contradictions, conflicts and consensus. So, I adopted the concept of curriculum as a social dynamic construction, in order to understand how the teachers of the Pedagogy Course from UNEMAT, Campus of Sinop, conceived and experienced the institutionalized curricular proposal and the silenced ones, due to two curricular reformulations processes that were engendered between the years of 1990 and 2010, and how these constructions were absorbed inside de Course. This Pedagogy Course was created in 1990 with the implementation of the UNEMAT´s Campus in the city of Sinop – MT, Brazil. The curricular reforms processes are the empirical reality of this study, which required the adoption of investigative procedures that would enable the apprehension of the different dimensions that can give dynamism to these processes, that are characterized as educational phenomenon, engendered to wider social phenomenon. The case report, in a qualitative approach, was adopted as the access path, and the methodological operation was supported by: bibliographic studies, documents analysis, as well as analysis of the narratives generated by twelve interviews that gave voice to the university professors who participated or were affected by such movements. With this methodological orientation, seeking to ensure coherence with the conception of curriculum as a social construction and based on Popkewitz understanding (1997) reform as a social political practice, and not necessarily as a change, this study allowed to infer that the teacher of this Pedagogy Course, subject of this research, constituted himself as university professor in the exercise of the teaching profession within the Pedagogy Course, interfering and also been affected by the curricular reformulations, both in relation to the institutionalized propositions as well as the silenced ones, thus showing contradictions in his career. From these bases, I verified that the two curricular reforms´ movements were caused by sets of social, political, institutional and educational demands contextualized in a specific reality, that substantiated the propositions for change, and enabled the emergence of the curriculums exhaustion, indicating that the institutionalized proposals do not necessarily meet and do not represent interests and propositions from all the professors of the course, once the consensuses built were those that would be possible, and not unanimity. And the silenced propositions have the capability to change attitudes and strengthen discourses that confront the instituted one.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/56469
Arquivos Descrição Formato
000860981.pdf (2.135Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.