Repositório Digital

A- A A+

Calendário vacinal na infância e adolescência : avaliando diferentes propostas

.

Calendário vacinal na infância e adolescência : avaliando diferentes propostas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Calendário vacinal na infância e adolescência : avaliando diferentes propostas
Outro título Vaccination schedule for childhood and adolescence : comparing recommendations
Autor Feijo, Ricardo Becker
Cunha, Juarez
Krebs, Lenita Diacui Simões
Resumo Objetivos: Apresentar os critérios utilizados para elaboração de um calendário de vacinação na infância e adolescência, comparando recomendações de instituições de referência em nível nacional e internacional. Fontes dos dados: Revisão da literatura científica a partir de publicações da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), Ministério da Saúde, Advisory Committee on Immunization Practices (ACIP), American Academy of Pediatrics (AAP) e Centers for Disease Control (CDC) and Prevention no período de 2000 a 2005. Síntese dos dados: Aspectos epidemiológicos locais, socioeconômicos e infra-estrutura disponível podem definir prioridades nas recomendações de imunobiológicos. As referências consultadas, tanto nacionais como internacionais, apresentam calendários vacinais para infância e adolescência com diferenças nas vacinas contra tuberculose, poliomielite, rotavírus, pertússis, pneumococo, meningococo, varicela e hepatite A, havendo grande semelhança em relação às demais. No Brasil, existem à disposição da população, conforme critérios específicos, os Centros de Referência de Imunobiológicos Especiais (CRIE), os quais oferecem imunobiológicos não disponíveis na rede pública. Conclusões: Embora a utilização de um calendário universal não seja possível em função de diferenças epidemiológicas e operacionais, existem semelhanças que podem ser incorporadas às diferentes popula ções, desde que sejam contemplados critérios técnicos e científicos.
Abstract Objectives: To present the criteria used to define a vaccination schedule for childhood and adolescence, comparing the recommendations of national and international excellence institutions. Sources of data: Review of publications by the Brazilian Society of Pediatrics, the Brazilian Health Ministry, the Advisory Committee on Immunization Practices (ACIP), the American Academy of Pediatrics (AAP) and the Centers for Disease Control and Prevention (CDC) covering the period from 2000 to 2005. Summary of the findings: Local epidemiological and socioeconomic factors and the available infrastructure often define the priorities of immunobiological recommendations. The publications reviewed, both national and international, differ in terms of the vaccination schedule for tuberculosis, poliomyelitis, rotavirus, pertussis, pneumococcus, meningococcus, varicella and hepatitis A. In Brazil, there are Special Immunobiology Referral Centers (CRIE - Centros de Referência de Imunobiológicos Especiais), which, according to specific criteria, offer the population immunobiologicals that are unavailable on the public health network. Conclusions: While the use of a universal schedule is impossible due to epidemiological and operational differences, there are similarities that can be incorporated with different populations, as long as technical and scientific criteria are respected.
Contido em Jornal de pediatria. Rio de Janeiro. Vol. 82, supl. 3 (2006), p. S4-S14
Assunto Adolescente
Criança
Vacinação
Vacinas
[en] Adolescence
[en] Childhood
[en] Immunobiologicals
[en] Vaccination schedule
[en] Vaccines
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/56512
Arquivos Descrição Formato
000791120.pdf (178.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir
000791120-02.pdf (173.6Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.