Repositório Digital

A- A A+

Gestão democrática na educação : política, singularidades e práticas de si em uma escola municipal

.

Gestão democrática na educação : política, singularidades e práticas de si em uma escola municipal

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Gestão democrática na educação : política, singularidades e práticas de si em uma escola municipal
Autor Ribeiro, Bruna Lopes
Orientador Schuch, Patrice
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Curso de Ciências Sociais: Bacharelado.
Assunto Antropologia da educação
Capão da Canoa (RS)
Ensino público
Gestão democrática : Escola
Gestão escolar
[es] Gestion democratique dans l'éducation
[es] Politique
[es] Pratiques de soi
[es] Subjectivité
Resumo O presente trabalho buscou problematizar, a partir de uma aproximação etnográfica, o funcionamento da gestão democrática em uma escola da rede pública municipal de Capão da Canoa/RS. Docentes e discentes que atuam, ou atuaram, enquanto representantes em espaços como o Conselho Escolar e a equipe de direção foram tidos como interlocutores centrais nesta proposta, que se estrutura teoricamente a partir de contribuições de Michel Foucault e Marcio Goldman. Considera-se que o funcionamento da democratização da gestão da escola, dádiva ambivalente do Estado, tem uma dimensão positiva: reorganiza visibilidades de relações de força e incita uma problematização moral, acerca da política em suas relações com a educação, por parte dos indivíduos que ocupam a representação. Conclui-se com o reconhecimento da assimetria da relação dos indivíduos frente ao Estado, contudo, busca-se proliferar os sentidos dos afetos (ações e reações) que a concretização deste dispositivo legal suscita.
Resumen La présente étude a cherché à problématiser, avec une approche éthnographique, le fonctionnement de la gestion democratique dans une l'école municipale publique de Capão da Canoa/RS. Les enseignants et élèves qui sont, ou ont été, acteurs en tant que représentants dans les lieux de décision, tel que le Conseil Scolaire et l'équipe de direction, ont été les interlocuteurs principaux dans ce travail qui se structure théoriquement à partir des contributions de Michel Foucault et Marcio Goldman. On considère que le fonctionnement de la démocratisation dans la gestion de l'école, cadeau ambivalent de l'Etat, a une dimension positive : il réorganise la visibilité dans les rapports de force et encourage une remise en cause morale, au sujet de la politique dans ses relations avec l'éducation, par une partie des individus occupant des postes représentatifs. L'étude montre, en conclusion, l'asymétrie de la relation entre individus et Etat, et cependant cherche à multiplier les explications des affections (actions et réactions) que l'application de ce dispositif juridique suscite.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/56519
Arquivos Descrição Formato
000860904.pdf (552.0Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.