Repositório Digital

A- A A+

Ansiedade na infância e adolescência e bullying escolar em uma amostra comunitária de crianças e adolescentes

.

Ansiedade na infância e adolescência e bullying escolar em uma amostra comunitária de crianças e adolescentes

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Ansiedade na infância e adolescência e bullying escolar em uma amostra comunitária de crianças e adolescentes
Autor Isolan, Luciano Rassier
Orientador Manfro, Gisele Gus
Data 2012
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas: Psiquiatria.
Assunto Adolescente
Ansiedade
Bullying
Psicometria
[en] Adolescents
[en] Anxiety
[en] Anxiety sensitivity
[en] Bullying
[en] Childhood anxiety sensitivity index
[en] Children
[en] Screen for child anxiety related disorders
Resumo Os transtornos de ansiedade representam uma das formas mais comuns de psicopatologia em crianças e adolescentes e estão associados com prejuízos no funcionamento acadêmico, social e familiar. Porém, permanecem frequentemente subdiagnosticados e subtratados. O bullying escolar é muito comum e está associado com um amplo espectro de problemas psiquiátricos, incluindo sintomas de ansiedade. O principal objetivo desta tese foi examinar a prevalência de bullying em uma grande amostra comunitária de crianças e adolescentes brasileiros e investigar a associação entre bullying e sintomatologia ansiosa de acordo com o DSM-IV. Esse estudo transversal consistiu no preenchimento de um questionário sobre bullying e de sua frequência e de um instrumento auto-aplicativo de triagem para transtornos de ansiedade que é a Screen for Child Anxiety Related Emotional Disorders (SCARED) por 2.353 estudantes entre 9 e 18 anos provenientes de seis escolas pertencentes à área de captação da Unidade Básica de Saúde do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Um total de 22,9% da amostra relatou envolvimento com bullying frequente, como agressor (7,6%), como vítima (5,7%) ou como agressor-vítima (9,6%). Em geral, meninos foram mais envolvidos como agressores e como agressores-vítimas e meninas como vítimas. Nossos achados demonstraram que estudantes envolvidos com bullying, como vítimas ou agressores-vítimas, apresentavam maiores escores na SCARED total e em suas subescalas do que agressores ou do que os estudantes sem envolvimento com bullying. A prevalência do bullying encontrada no nosso estudo está na média quando comparada com estudos prévios na literatura. Vítimas e agressores-vítimas, mas não agressores, são grupos associados com uma sintomatologia ansiosa mais alta. Embora no Brasil as taxas para as prevalências dos transtornos de ansiedade na infância e adolescência sejam substanciais, há uma carência de instrumentos para avaliar os sintomas de ansiedade e constructos relacionados à ansiedade em crianças e adolescentes. Adicionalmente, essa tese avaliou as propriedades psicométricas de duas escalas que são utilizadas na avaliação da ansiedade em crianças e adolescentes. A SCARED é um instrumento auto-aplicativo que foi originalmente desenvolvido como uma ferramenta de triagem para avaliar os transtornos de ansiedade na infância e adolescência de acordo com o DSM-IV. Os resultados encontrados em nosso estudo evidenciam que a SCARED apresenta propriedades psicométricas apropriadas e é um instrumento válido e confiável para avaliar sintomas de ansiedade em jovens no Brasil. O Childhood Anxiety Sensitivity Index (CASI) é o principal instrumento utilizado para avaliar sensibilidade à ansiedade em crianças e adolescentes. A sensibilidade à ansiedade é um constructo temperamental que pode ser conceitualizado como o medo de que sintomas de ansiedade possam ter graves consequências físicas, psicológicas ou sociais para o indivíduo. A sensibilidade à ansiedade está associada com outras medidas de ansiedade, principalmente àquelas que avaliam sintomas relacionados ao transtorno do pânico, e pode ser considerada um fator de risco para o desenvolvimento de sintomas de ansiedade e de transtornos de ansiedade em jovens. Nossos achados demonstraram uma confiabilidade apropriada e evidência de validade convergente entre a CASI e a SCARED em uma subamostra do nosso estudo, sugerindo que a CASI possa ser uma ferramenta útil na avaliação da sensibilidade à ansiedade nessa população. Tendo em vista os limitados recursos em relação à saúde mental e a pouca atenção clínica aos transtornos de ansiedade, acredita-se que tais instrumentos possam 11 se tornar ferramentas úteis na triagem de crianças e adolescentes com sintomas de ansiedade e que poderão necessitar de avaliações adicionais e de tratamento.
Abstract Anxiety disorders are one of the most common forms of psychopathology among children and adolescents and are associated with impairments in academic, social, and family functioning. Although very prevalent, the anxiety disorders are often undetected or untreated. School bullying is common and is associated with a broad spectrum of psychiatric problems, including anxiety symptomatology. The main objective of this study was to examine the prevalence of bullying behaviors in a large communitarian sample of Brazilian children and adolescents and to investigate the association between bullying behaviors and DSM-IV anxiety symptomatology. This cross-sectional study involved completion of a self-report questionnaire about bullying behaviors and their frequency and the Screen for Child Anxiety Related Emotional Disorders (SCARED) that is also a self-report screening tool for childhood anxiety disorders by 2353 students aged 9-18 years from 6 schools located in the catchment area of the Primary Care Unit from the Hospital de Clínicas de Porto Alegre. A total of 22.9% of the sample reported frequent involvement in bullying, as a bully (7.4%), as a victim (5.7%), or as a bully-victim (9.5%). In general, boys were more likely to be involved as bully and as bully-victim, and girls were more likely to be involved as victims. Our findings showed that students involved in bullying behaviors, as victims or bully-victims, were more likely to have higher total scores in SCARED scale, as well as in its subscales than bullies and than uninvolved students. The prevalence of bullying behaviors found in our sample is about average when compared with previous studies described in the literature. Victims and bully-victims, but no bullies, are groups associated with higher anxiety symptomatology. Although prevalence rates of anxiety disorders in Brazilian youth are significant, there is a lack of validated instruments to assess anxiety symptoms and related constructs in children and adolescents. In addition, this study verified the psychometrics properties of two scales that are frequently used in the assessment of anxiety in children and adolescents. The SCARED is a self-report instrument that was originally developed as a screening tool for DSM-IV childhood anxiety disorders. Our study suggested that the SCARED has appropriate psychometric properties and is a useful and reliable instrument to assess anxiety symptoms in Brazilian youth. The Childhood Anxiety Sensitivity Index (CASI) is the principal instrument used to assess anxiety sensitivity in children and adolescents. Anxiety Sensitivity refers to the tendency to fear anxiety-related sensations and is thought to arise from beliefs about their harmful physical, cognitive, or social consequences. Anxiety sensitivity is associated with other anxiety measurements, mainly those evaluating panic symptoms. It is also considered a risk factor for the development of anxious symptomatology and anxiety disorders in youth. Our findings demonstrated an appropriate reliability and evidence of convergent validity in the CASI with the SCARED in a subsample of our study, suggesting that the CASI could be a suitable tool for evaluating anxiety sensitivity in this population. Given the limited mental health resources and the paucity of clinical attention to childhood anxiety disorders in Brazil, these instruments may be a valuable tool for screening Brazilian children and adolescents with anxiety symptoms who may need further assessment and treatment.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/56663
Arquivos Descrição Formato
000858142.pdf (4.976Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.