Repositório Digital

A- A A+

Conhecimento dos estudantes de medicina acerca do autismo em uma universidade do Rio Grande do Sul

.

Conhecimento dos estudantes de medicina acerca do autismo em uma universidade do Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Conhecimento dos estudantes de medicina acerca do autismo em uma universidade do Rio Grande do Sul
Autor Müller, Christian
Orientador Riesgo, Rudimar dos Santos
Co-orientador Wagner, Mario Bernardes
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e do Adolescente.
Assunto Diagnóstico
Estudantes de medicina
Rio Grande do Sul
Transtorno autístico
[en] Autism
[en] Knowledge
[en] Students
Resumo Objetivo: O Autismo tem recebido particular atenção nas novas pesquisas da comunidade científica. O número de publicações aumentou em aproximadamente 600% após o ano 2000. As pesquisas envolvem diversas subáreas desta patologia, entretanto, antigas crenças ainda se mantém mesmo entre os profissionais da saúde. O objetivo deste trabalho foi avaliar o conhecimento dos estudantes de Medicina acerca do Autismo. Métodos: Foi utilizada uma entrevista estruturada com 10 perguntas, empregada em publicações prévias realizadas em outros países, respondidas por estudantes de Medicina de primeiro e sexto ano, em uma Universidade do Rio Grande do Sul, Brasil, totalizando 104 e 48 respondentes, dos primeiro e sexto ano, respectivamente. Resultados: Observou-se um índice muito baixo de acertos nas questões, sendo as médias, dos primeiro e sexto ano de 2,38 e 2,62, respectivamente. Não houve significativa diferença entre os acertos dos estudantes do primeiro e sexto ano da Faculdade de Medicina (p 0,031). Houve índices tão baixos quanto apenas um acerto, do total de 152 respondentes, a respeito da tríade diagnóstica do autismo, considerada fundamental. Dentre os respondentes dos primeiro ano, 98% acreditam que o paciente autista tenha tendências criminais. Conclusão: O conhecimento dos alunos de Medicina desta amostra acerca do Autismo é muito baixo e não melhorou significativamente no decorrer do curso. É importante reforçar a formação profissional a respeito do Autismo, em especial na área da saúde.
Abstract Objectives: Autism has received special attention in further research of the scientific community. The number of publications increased by approximately 600% after 2000.The research involves several subareas of this condition however, old beliefs still holds even among health professionals. The objective of this study was to evaluate the knowledge of medical students about autism. Methods: We used a structured interview with 10 questions used in previous studies conducted in others countries, answered by medical students in first and sixth year in a University of Rio Grande do Sul, Brazil, totaling 104 e 48 respondents, the first and sixth years, respectively. Results: We observed a very low rate of correct answers on the issues and the means, the first and sixth year of 2,38 and 2,62, respectively. There was no significant difference between the successes of students in the first and sixth years of the Faculty of Medicine (p 0,031). There were rates as low as just one hit, the total of 152 respondents, about the diagnostic triad of autism, considered essential. Among the respondents of the first year, 98% believe that the autistic patient has criminal tendencies. Conclusion: The knowledge of medical students about autism in this sample is very low and not significantly improved during the course. It is important to reinforce training about autism, especially in health professionals.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/56672
Arquivos Descrição Formato
000858042.pdf (605.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.