Repositório Digital

A- A A+

Tratamento antirretroviral em pacientes multiexperimentados: revisão sistemática de uma década de terapia otimizada

.

Tratamento antirretroviral em pacientes multiexperimentados: revisão sistemática de uma década de terapia otimizada

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Tratamento antirretroviral em pacientes multiexperimentados: revisão sistemática de uma década de terapia otimizada
Autor Mocellin, Lucas Pitrez da Silva
Orientador Kuchenbecker, Ricardo de Souza
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia.
Assunto Ensaios clínicos como assunto
Infecções por HIV
Terapia anti-retroviral de alta atividade
[en] AIDS
[en] Antiretroviral therapy
[en] Clinical trials
[en] HIV
[en] Systematic review
Resumo INTRODUÇÃO: A terapia antirretroviral (TARV) para pacientes apresentando infecção pelo HIV-1 multirresistente abrange ensaios clínicos randomizados (ECR) avaliando esquemas otimizados de base (EOB) utilizados nos últimos 10 anos. OBJETIVO: Revisão sistemática das evidências de eficácia e segurança das estratégias de TARV incluindo EOB em pacientes com infecção pelo vírus HIV-1 multirresistente. FONTES DE DADOS: MEDLINE, EMBASE, LILACS, Colaboração Cochrane, SCOPUS e ISI Web of Science visando identificar publicações entre janeiro/2003 e maio/2011. SELEÇÃO DOS ESTUDOS: ECR com pelo menos 16 semanas de duração que avaliaram eficácia e segurança da TARV em pacientes com infecção pelo HIV-1 caracterizados como multiexperimentados. RESULTADOS: Quinze ECR (n = 7.220) avaliando oito novos antirretrovirais. A TARV utilizando novos antirretrovirais + EOB demonstrou ser capaz de reduzir a carga viral abaixo de 50 cópias/mL em pacientes multiexperimentados. Esquemas contendo dois ou mais antirretrovirais completamente ativos estiveram associados a melhores resultados de eficácia. Enfuvirtida esteve presente como intervenção ou cointervenção em 13 dos 15 estudos avaliados. A maioria dos estudos apresentam risco incerto de viés (método de randomização, sigilo de alocação) e elevado risco de viés (cegamento). Elevada heterogeneidade nos estudos impediu a realização de metanálise. CONCLUSÕES: Mais importante do que identificar quais novos antirretrovirais são eficazes, o número de antirretrovirais completamente ativos é determinante do sucesso virológico. A segurança dos novos medicamentos ainda está por ser melhor avaliada. Transcorrida uma década, ainda há escassas evidências documentando quais são as melhores estratégias de terapia seqüencial para pacientes multiexperimentados.
Abstract CONTEXT: The antiretroviral treatment to HIV-1 infection in multiexperienced patients consist on randomized clinical trials (RCT) that assessed regimens based on optimized background therapy (OBT) adopted in the last decade. OBJECTIVE: A systematic review assessing the efficacy and safety of antiretroviral therapy to HIV-1-infected patients with multirresistant infection in RCT using OBT. DATA SOURCES: MEDLINE, EMBASE, LILACS, Cochrane Central Register of Controlled Trials, SCOPUS and ISIS Web of Science databases where searched from January/2003 to May/2011. STUDY SELECTION: RCTs with at least 16 weeks of follow-up that evaluated the efficacy and safety of antiretroviral therapy to multiexperienced HIV-1-infected patients. RESULTS: Fifteen RCT were included (n = 7.720) assessing 8 new antiretrovirals. Studies evaluating new antiretroviral + OBT were able to reduce viral load below 50 HIV-1 RNA copies/ml in multiexperienced patients. Combinations containing two or more fully active antiretrovirals were associated with better efficacy results. Enfuvirtide was present as co-intervention or intervention in 13 of the 15 studies reviewed. Most of the studies have unclear risk of bias (method of randomization, allocation concealment) and high risk of bias (blinding). High heterogeneity in the studies prevented the realization of meta-analysis. CONCLUSIONS: More important than identifying what new antirretroviral are effective, the number of fully active antirretrovirals is quite determinant of virological success. The safety of new drugs is still to be better evaluated. A decade elapsed, there is little evidence documenting what are the best sequence of therapy strategies for multiexperienced HIV-1-infected patients.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/56687
Arquivos Descrição Formato
000859760.pdf (826.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.