Repositório Digital

A- A A+

Grupo qualidade de vida:a importância da atividade física na estratégia de saúde da família

.

Grupo qualidade de vida:a importância da atividade física na estratégia de saúde da família

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Grupo qualidade de vida:a importância da atividade física na estratégia de saúde da família
Autor Vuaden, Fernanda Cenci
Orientador Fraga, Alex Branco
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Curso de Educação Física: Licenciatura.
Assunto Atividade física
Qualidade de vida
Saúde da família
Resumo Na base do processo de criação do Sistema Único de Saúde (SUS) encontra-se o conceito ampliado de saúde, a necessidade de criar políticas públicas para promovê-la e o imperativo da participação social na construção do sistema e das políticas de saúde. A implantação da Estratégia de Saúde da Família (ESF) ocorreu para consolidar os princípios e diretrizes do SUS. Atualmente, interações multidisciplinares na forma de estágio acadêmico como o Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-Saúde) têm sido propostas a fim de propiciar uma maior vivência aos estudantes, bem como uma gama maior de serviços ofertados aos usuários. Dentro dessa proposta observa-se a participação de cursos até então distantes da conceituação de equipe preponderante na ESF, como a Educação Física. Tendo em vista essa inserção dos estudantes de Educação Física na ESF e de que muitas das propostas dos programas de saúde enfocam a melhoria nas condições de saúde e qualidade de vida dos usuários, o presente estudo objetiva analisar a importância das práticas corporais/atividade física na melhoria da qualidade de vida dos participantes do Grupo Qualidade de Vida (GQV) realizado em uma ESF do distrito Glória/Cruzeiro/Cristal. Para a realização desse trabalho, foram utilizadas duas linhas metodológicas: a análise documental e a pesquisa-intervenção, utilizando como base as anotações no Caderno de Campo. A assiduidade dos participantes ao grupo pareceu ter uma relação direta com o local de realização, uma vez que se observava uma variação muito grande nos participantes de uma semana para a outra. A falta de espaços públicos para a prática de atividades físicas foi uma característica marcante no decorrer dessa análise, sendo esse, a meu ver, o maior desafio apresentado para nós acadêmicos da Educação Física: objetivar práticas corporais que se adequassem aos espaços ofertados.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/56770
Arquivos Descrição Formato
000861596.pdf (662.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.