Repositório Digital

A- A A+

“Cuide da Saúde”: aprendendo a ser saudável com agendas e gincanas escolares

.

“Cuide da Saúde”: aprendendo a ser saudável com agendas e gincanas escolares

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título “Cuide da Saúde”: aprendendo a ser saudável com agendas e gincanas escolares
Autor Pereira, Mirtes Lia
Orientador Wortmann, Maria Lúcia Castagna
Data 2012
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Currículo
Estudos culturais
Promoção da saúde
Saúde escolar
[en] Cultural Studies
[en] Curriculum
[en] Disease prevention
[en] Health promotion
[en] School health
[en] Self-care
Resumo A presente Tese, situada na linha de pesquisa dos Estudos Culturais em Educação e utilizando-se do referencial teórico de Michel Foucault, constitui-se em um estudo sobre artefatos escolares que se destinam a ensinar maneiras de ser saudável, na atualidade. Para tanto, foram analisadas as cinco publicações das Agendas de Saúde Escolar correspondentes aos anos de 2007, 2008, 2009, 2010 e 2011 e as edições de 2009, 2010 e 2011 das Gincanas Solidárias, bem como os blogs de duas escolas participantes das atividades propostas nessas Gincanas. Tanto as Agendas de Saúde Escolar como as Gincanas Solidárias são projetos divulgados e efetivados na rede municipal de ensino de Porto Alegre/RS, sendo o projeto das Agendas oriundo do Programa Nacional de Saúde Escolar e o projeto das Gincanas uma proposta da própria Secretaria Municipal de Educação de Porto Alegre. O estudo procurou evidenciar como determinados discursos sobre saúde são colocados em evidência e ensinam os sujeitos a serem saudáveis através de máximas, slogans, orientações, poesias, textos informativos bem como desenhos e fotos produzidos, em sua grande parte, por alunos/as de escolas municipais participantes dos projetos. Entende-se, nesta tese, que as relações estabelecidas entre as diferentes enunciações presentes nos artefatos conferem às Agendas e às Gincanas a função de produtoras de uma cultura da saúde escolar, pois essas se inserem através de suas enunciações, discursos e práticas no contexto curricular, estabelecendo relações de poder-saber entre os diferentes sujeitos que organizam, participam e utilizam esses artefatos. Foi problematizado o modo como o material pesquisado age como uma forma de biopolítica voltada para a saúde escolar, operando modos peculiares de gerenciamento da população em relação ao alcance de uma vida saudável. O conceito de performatividade foi abordado como um eixo de análise a partir do qual se colocaram em articulação significados atribuídos à saúde que circulam no currículo e se direcionam à produção de práticas, bem como ao posicionamento dos sujeitos escolares. Foi possível perceber que as discussões contemporâneas sobre o binômio promoção da saúde/prevenção de doenças atravessam a organização dos materiais examinados, existindo, no entanto, um acento maior no cunho preventivo. Foi possível perceber, também, que na produção dos artefatos, há um viés moral e humanizador muito próximo dos discursos da pedagogia crítica, direcionado a condutas de saúde voltadas ao cuidado de si, dos outros e do meio ambiente. É importante considerar que os discursos presentes nos artefatos examinados, bem como os que circulam no currículo através das práticas que tais artefatos produzem, convocam alunos/as, professores/as e comunidade escolar em geral a assumirem condutas e hábitos considerados saudáveis e capazes de conduzir ao bem estar individual e coletivo.
Abstract The present thesis, situated on the Cultural Studies Education area, based on Michel Foucault`s theoretical references, constitutes a study on school artifacts that intend to teach ways of being healthy, presently. For such, it has been analyzed the five publications of the School Health Agendas, corresponding to the years of 2007, 2008, 2009, 2010 and 2011, and the editions of 2009, 2010 and 2011 of the Supportive Gymkhanas, as well as the blogs of two participant schools in those gymkhanas. Both School Health Agendas and Supportive Gymkhanas are projects divulged and carried out by the municipal school administration of Porto Alegre/RS, coming from the National Program for School Health. As for the Gymkhanas Project, they are a proposal of the Municipal Education Department of Porto Alegre. The study aimed to point the ways determined discourses about health are put on evidence and teach subject how to be health though maxims, slogans, orientations, poetry, informative texts as well as drawings and photos produced, in their majority, by students from the municipal schools that take part in the project. It is understood in this research that the relationships established among the different enunciations present in the artifacts grant the Agendas and the Gymkhanas the function of producers of a culture of school health, for they introduce themselves through enunciations, discourses and practices in the curricular context curricular, establishing relationships of power-knowledge among the different subjects that organize, take part and utilize such artifacts. It is discussed the way the researched material acts as a form of biopolitics turned to school health, operating peculiar means of managing the population in what regards to a healthy life. The concept of performativity was approached as a point of analysis from which meanings attributed to health that appear in the curriculum were put together for understanding how they directed to the production of practices as well as the positioning of school subjects. It has been possible to note that the contemporary discussions on the binomial health promotion/prevention of disease permeate the examined material. Notwithstanding, it has been observed that it is given more emphasis on the prevention aspect. Besides, it was observed that in the production of the artifacts there is a moral and humanizing bias that approaches the critical pedagogy, directed to heath conducts turned to the self, the others and the environmental care. It is important to consider that the discourses present on the researched artifacts, as well as those that circulated on the curriculum through the practices which such practices produce, convene students, teachers and the school community in a general basis to take on conducts and habits considered healthy and capable of leading to individual e collective well-being.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/60404
Arquivos Descrição Formato
000862695.pdf (6.495Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.