Repositório Digital

A- A A+

Oferta de forragem em pastagem natural : estrutura do pasto e a taxa de ingestão de novilhas de corte

.

Oferta de forragem em pastagem natural : estrutura do pasto e a taxa de ingestão de novilhas de corte

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Oferta de forragem em pastagem natural : estrutura do pasto e a taxa de ingestão de novilhas de corte
Outro título Forage allownce in natural grasslands: sward structure and intake rate of beef heifers
Autor Neves, Fabio Pereira
Orientador Carvalho, Paulo Cesar de Faccio
Data 2012
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Zootecnia.
Assunto Forragem
Novilha de corte
Pastagem natural
Resumo O trabalho foi conduzido entre novembro/2008 e fevereiro/2010 numa pastagem natural submetida, desde 1986, a diferentes intensidades de pastejo. O objetivo foi avaliar o efeito da intensidade de pastejo sobre a estrutura da vegetação e seu reflexo sobre a seletividade e taxa de ingestão de novilhas de corte. Os tratamentos são níveis de oferta de forragem (OF, kg de matéria seca por 100 kg de peso vivo. dia-1 = % PV): 4, 8, 12 e 16% PV, e OF variáveis de 12 8%, 8 12% e 16 12% PV, sendo o primeiro valor na primavera e o segundo no resto do ano, dispostos em blocos casualizados com duas repetições. A estratégia 8 12% foi a única avaliada em comparação com os níveis para medições de comportamento animal. Foram utilizadas novilhas mestiças de 15 meses de idade e peso médios de 152 ± 4,0 kg em pastoreio contínuo com taxa de lotação variável. Caracterizou-se a vegetação através de amostragem sistemática em um espaçamento de 10 m x 20 m e utilizando quadros de 0,25 m2 (50 x 50 cm) para proceder às estimativas e medições no pasto. No estrato de touceiras (ET) foi avaliada a massa das touceiras, altura da touceira. No estrato entre touceira (EET) avaliou-se a massa de forragem, altura do pasto e cobertura do solo. Foram realizados testes de pastejo de 50 min. em piquetes de 1000 m2, montados na posição topográfica alta e baixa de cada unidade experimental. Foi utilizada a técnica da dupla pesagem para medir a taxa de ingestão, e outras avaliações visuais de comportamento foram realizadas. As intensidades de pastejo moderadas oportunizam maior abundância de forragem através de uma massa de forragem e altura adequada no EET e uma frequência de touceiras num nível intermediário. À medida que aumenta a OF há alteração na proporção de ET, e sob altas OF pode atingir mais da metade da área em alguns locais do pasto. A estratégia de manejo 8 12% PV moldou uma vegetação com baixa frequência, menor altura e massa de touceiras se comparada com as demais OF. A OF 4% PV promove a completa remoção de touceiras e o pasto fica composto somente por um estrato baixo (EET), numa altura e massa de forragem baixa, além de menor cobertura do solo (P<0.01). Novilhas pastejando em pastos naturais no sul do Brasil apresentaram uma resposta funcional tipo IV (Quadrática), e a taxa de ingestão de forragem declina sob OF acima de 12,1% PV, conforme o modelo ajustado. As variáveis de estrutura do pasto que mais influenciaram a taxa de ingestão foram a disponibilidade de forragem e o percentual de folha no EET. Até 20% de frequência de touceira as novilhas mostraram preferência pelas mesmas, entre 20% a 40% de touceiras, e acima de 40% deixaram passaram a utilizá-las mais frequentemente.
Abstract The research was conducted between November/2008 and February/2010 in a natural grassland that has been managed since 1986 under different grazing intensities. The objectives were evaluating the effect of grazing intensity on the structure of vegetation and its reflection on the selectivity and short-term intake rate of beef heifers. The treatments are levels of herbage allowance (HA, kg of dry matter per 100 kg body weight-1. Day-1, or % BW): 4, 8, 12 and 16% BW, and HA variables 12 8, 8 12 and 16 12% BW, where the first value is in the spring and the second the rest of the year. The experimental design was a complete randomized block with two replications. The strategy 8 12% BW has been the only variable HA evaluated in comparison with the levels for the measurement of animal behavior. We used four beef heifers with 15 months of age and average weight of 152 ± 4.0 kg in continuous grazing with variable stocking rate. The vegetation was characterized by systematic sampling on a grid of 20 x 20 m with frames of 0.25 m2 (50 x 50 cm). In the tussocks stratum (TS) was assessed the mass of tussocks, height of tussocks and frequency of tussocks. In the inter-tussocks stratum (ITS), we evaluated the forage mass, sward height and soil cover. We conducted grazing test with 50 min in grazing paddocks of 1000 m2, built in high and low topographic position of each experimental unit. The short-term intake was measured by weighing the heifers pre- and post-grazing corrected for insensible loss weight. Three observers recorded each 30 seconds interval where heifers were grazing: ITS, TS or no grazing and the number of steps and time to finish 10 feed stations. Moderate grazing intensities promoted greater abundance of forage through the forage mass and sward height appropriate in the ITS and a frequency of tussocks in an intermediate level. As more HA, it promote change in the TS, and under high HA, the tussocks can reach more than half of the area. The strategy 8 12% BW shaped a structure of vegetation with a low frequency of tussocks of smaller size compared with others HAs. The 4% PV promotes the complete removal of tussocks and the pasture is composed only of a low stratum, with low sward height and less forage mass and ground cover (P <0.01). Heifers grazing on natural pasture in southern Brazil showed a type IV functional response (quadratic), and the intake rate declined over 12.1% BW of HA. The sward structure variables that most influenced the intake rate were the abundance of forage and the percentage of leaf on the ITS. Up to 20% frequency of tussocks heifers showed preference for the same, between 20% and 40% of tussocks, and above 40% heifers began to use them more often.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/60513
Arquivos Descrição Formato
000862560.pdf (6.683Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.