Repositório Digital

A- A A+

Uma vida em palavras : memória, escrita e loucura

.

Uma vida em palavras : memória, escrita e loucura

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Uma vida em palavras : memória, escrita e loucura
Autor Garavelo, Leonardo Martins Costa
Orientador Fonseca, Tania Mara Galli
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social e Institucional.
Assunto Biografia
Cartografia
Hospital Psiquiátrico São Pedro de Porto Alegre.
Oficina criativa
[fr] Archives
[fr] Biographème
[fr] Écrite
[fr] Une vie et folie
Resumo A presente dissertação busca problematizar a escrita de uma vida, para tanto, se vale de uma imersão metodológica própria das intercorrências vividas no processo de pesquisa. Tomando como principal vertente conceitual as noções de biografema –e cartografia, a pesquisa parte do encontro e da amizade com a obra de Frontino Vieira dos Santos, participante da Oficina de Criatividade do Hospital Psiquiátrico São Pedro, espaço-tempo em que ele também morou entre os anos 1938 e 1993, ano de seu falecimento. O texto desenha uma espécie de enseada delirante onde se encontram gestos metodológicos diferentes e afirmativos. A pesquisa procura compor uma dimensão arquivista, biográfica e cartográfica. Variações que afirmam a problemática trabalhada no sentido de efetuar uma linguagem sensível e potente que componha criação, escrita e psicologia. Podemos dizer que a pesquisa se encontra entre três linhas intensivas e de produção de subjetividade: potência de uma vida infame para problematizar a sanidade e noções de verdade; potência da literatura para dizer indizíveis e nos fazer pensar entre as sutilezas e crueldades imanentes à vida; e potência da própria escrita como expressão destes encontros.
Résumé Cette dissertation cherche à problématiser l’écrite d’une vie et pour cela recourt à une immersion méthodologique propre des intercurrences vécues dans le processus de la recherche. Tout en prenant comme principal versant conceptuel les notions de biographème – et cartographie, la recherche part de la rencontre et de l’amitié avec l’oeuvre de Frontino Vieira dos Santos, participant de l’Oficina de Criatividade do Hospital Psiquiátrico São Pedro (Atelier de Créativité de l’Hôpital Psychiatrique São Pedro), espace-temps où il y a aussi habité, entre les années 1938 et 1993, l’an de son décès. Le texte dessine une sorte de baie délirante où on trouve des gestes méthodologiques différents et affirmatifs. La recherche cherche à composer une dimension archiviste, biographique et cartographique. Des variations qui affirment la problématique travaillée dans le sens d’effectuer un langage sensible et puissant qui compose de la création, de l’écrite et de la psychologie. On peut bien dire que la recherche se trouve parmi trois lignes intensives et de production de subjectivité: puissance d’une vie infâme pour problématiser la sanité et des notions de vérité; puissance de la littérature pour dire des indicibles et nous faire penser entre les subtilités et cruautés immanentes à la vie; et puissance de l’écrite elle-même, en tant qu’expression de ces rencontres.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/60816
Arquivos Descrição Formato
000862288.pdf (2.948Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.