Repositório Digital

A- A A+

Aspectos nutricionais de cães e gatos com neoplasia e o papel dos ácidos graxos ômega 3 e ômega 6

.

Aspectos nutricionais de cães e gatos com neoplasia e o papel dos ácidos graxos ômega 3 e ômega 6

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Aspectos nutricionais de cães e gatos com neoplasia e o papel dos ácidos graxos ômega 3 e ômega 6
Autor De Santis, Cíntia W.
Orientador Gerardi, Daniel Guimarães
Co-orientador Fischer, Manuela Marques
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Curso de Medicina Veterinária.
Assunto Ácidos graxos ômega-3
Clinica veterinaria : Animais domesticos
Nutricao animal : Caes
Nutricao animal : Gatos
[en] Cachexia
[en] Cancer
[en] Metabolic changes
[en] Nutrition
[en] Omega-3
[en] Omega-6
[en] Veterinary clinic
Resumo O câncer tem sido uma doença relativamente comum em cães e gatos, ocorrendo com maior freqüência em animais acima dos cinco anos. Prover uma nutrição de ótima qualidade durante os estágios iniciais da doença, durante o tratamento e no período de remissão é um dos principais componentes do tratamento. Muitos pacientes oncológicos apresentam alterações significativas de sua ingestão alimentar, do metabolismo dos nutrientes e do requerimento energético. A terapia ou intervenção nutricional são fundamentais para minimizar efeitos indesejados, podendo controlar ou reduzir o caráter maligno da doença em animais que recebem suporte nutricional. A caquexia provocada pelo câncer é a síndrome paraneoplásica mais comum em medicina veterinária, podendo ser definida como uma perda de peso progressiva que ocorre mesmo na presença de uma ingesta calórica aparentemente adequada. Tanto em pessoas como em cães com câncer aparecem alterações no metabolismo dos carboidratos, de lipídeos e de proteínas que podem contribuir para a perda de peso. As alterações metabólicas associadas com o câncer começam antes da identificação dos sinais clínicos manifestos da caquexia. A distribuição calórica deve enfatizar uma dieta com calorias oriundas principalmente de proteínas e gordura, ao invés de carboidratos, tendo em vista que ácidos graxos e aminoácidos não são as fontes energéticas preferenciais da maioria dos tumores. Uma dieta reduzida em carboidratos e elevada em proteínas e lipídeos pode prover uma fonte de energia prontamente disponível para o animal com câncer e limitar o fornecimento de carboidratos para as células tumorais. O efeito anti-inflamatório dos ômegas-3 em diferentes sistemas do organismo sugere que ele possa ser usado no tratamento de pacientes com câncer. A cada dia aumentam as evidências de que os ômega-3, em especial EPA e DHA, limitam o crescimento do tumor e parecem prevenir tanto a caquexia quanto o surgimento de metástases.
Abstract Cancer has been a relatively common disease in dogs and cats, occurring more frequently in animals over five years old. Providing a high quality nutrition during the early stages of the disease in treatment and during remission is a major component of the treatment. Many cancer patients show significant changes in their food intake, in the metabolism of nutrients and also in its energy requirements. The therapy or nutritional intervention are essential to minimize unwanted effects, being able to control or reduce the malignant side of the disease in animals receiving nutritional support. The cachexia caused by cancer is the most common paraneoplastic syndrome in veterinary medicine and can be defined as a progressive weight loss that occurs even in the presence of an apparently adequate caloric intake. In both people and dogs with cancer, changes appear in the metabolism of carbohydrates, lipids and proteins that may contribute to weight loss. The metabolic changes associated with cancer begin before the identification of known clinical signs of cachexia. The caloric distribution should emphasize a particular diet with calories from protein and fat instead of carbohydrates, considering that fatty acids and amino acids are not the preferred energy source of most tumors. A diet low in carbohydrates and high in protein and lipid may provide a readily available source of energy for the animal with cancer and also limit the supply of carbohydrates to the tumor cells. The anti-inflammatory effect of omega-3 in different organ systems suggests that it can be used to treat cancer patients. Everyday there are more evidences that omega-3 EPA and DHA in particular, limit the growth of the tumor and both appear to prevent cachexia and the emergence of metastases.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/60956
Arquivos Descrição Formato
000860448.pdf (528.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.