Repositório Digital

A- A A+

O componente arbóreo de matas de restinga arenosa no Parque Estadual de Itapuã, Rio Grande do Sul : fitossociologia, regeneração e padrões de interações mutualistas com a avifauna

.

O componente arbóreo de matas de restinga arenosa no Parque Estadual de Itapuã, Rio Grande do Sul : fitossociologia, regeneração e padrões de interações mutualistas com a avifauna

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O componente arbóreo de matas de restinga arenosa no Parque Estadual de Itapuã, Rio Grande do Sul : fitossociologia, regeneração e padrões de interações mutualistas com a avifauna
Autor Scherer, Adriano
Orientador Baptista, Luis Rios de Moura
Data 2005
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Programa de Pós-Graduação em Botânica.
Assunto Ecologia vegetal : Brasil : Rio Grande do Sul
Fitossocilogia : Restingas
Teses
[en] Bird-plant interaction
[en] Itapuã
[en] Regenerating component
[en] Restinga woods
[en] Tree stratum
Resumo Esta dissertação teve como objetivo geral ampliar o conhecimento sobre a ecologia vegetal das matas de Restinga arenosa em substratos bem drenados no Rio Grande do Sul. Para tanto, foram realizados o estudo florístico e fitossociológico do componente arbóreo de cinco capões de Restinga e a verificação de padrões de interações mutualísticas entre aves frugívoras e as árvores, além do estudo do componente de regeneração e suas relações com o estrato arbóreo adulto. Para a amostragem da vegetação, foi usado o método de parcelas, incluindo-se todas as árvores com DAP ≥ 5cm, totalizando uma área de 1,02ha. Com estes dados, foram estimados os parâmetros usuais em fitossociologia. Em um dos capões, foi realizado também o levantamento florístico e fitossociológico das plântulas (0,05 ≤ altura < 1m) e juvenis (altura ≥ 1m, DAP < 5cm), avaliando-se as relações com o estrato arbóreo adulto, o potencial e a taxa de regeneração natural para cada espécie. Para o estudo dos mutualismos, foram feitas observações visuais e capturas de aves durante um ano. Foram estimadas a conectância do sistema mutualístico e o índice de importância das espécies. Também foi feita a rede de interações do sistema e feita a análise da variação destas interações ao longo das estações do ano. A composição florística resultou em uma riqueza total de 20 famílias e 29 espécies para os cinco capões. A densidade total arbórea teve uma média máxima de 1207 ind/ha e mínima de 747 ind/ha. Sebastiania serrata apresentou o maior valor de importância e Myrtaceae foi a família mais representada. A diversidade específica foi baixa, variando de 1,08 a 2,38 (nats). No sistema mutualístico, registraram-se 29 espécies interagindo (aves e plantas), com uma conectância de 23,9%. Turdus amaurochalinus e T. rufiventris interagiram com a maioria das espécies arbóreas e tiveram o maior índice de importância, sendo caracterizadas como as principais dispersoras em potencial. Ocotea pulchella e Myrsine spp. foram registradas com maior número de eventos de consumo de frutos, no entanto, Ficus organesis interagiu com mais espécies frugívoras, além de ter a maior importância na dieta das aves. Houve variações no número eventos de frugivoria ao longo das estações, bem como no número de espécies frugívoras e de espécies arbóreas consumidas. O componente de regeneração apresentou riqueza específica e diversidade semelhantes às do estrato arbóreo adulto, refletindo uma similaridade florística maior que 70%. A maioria das espécies (73,7%) apresentou taxa de regeneração negativa, revelando o padrão de 'J' invertido. Os resultados indicam a existência de diferenças na composição e estrutura arbórea entre os capões de Restinga, além de uma boa capacidade de regeneração para a maioria das espécies vegetais estudadas. Os dados revelam também um sistema dispersão generalista, no qual poucas espécies de aves interagem com muitas espécies arbóreas e vice-versa.
Abstract This dissertation had as broad objective the knowledge amplification about the plant ecology of sandy Restinga forests in well drained soils in Rio Grande do Sul. For that, the floristic and phytosociological study of the tree component of five Restinga woods and the verification of mutualistic interactions patterns between frugivorous birds and trees were accomplished, besides the study of the regeneration component and its relations with the adult tree stratum. For vegetation sampling, the plot method was used, including all trees with DBH ≥ 5cm, totaling an area of 1,02ha. With these data, the usual parameters in phytosociology were estimated. In one of the woods, the floristic and phytosociological survey of the seedlings (0,05 ≤ height < 1m) and juveniles (height ≥ 1m, DBH < 5cm) was also performed, evaluating the relations with the adult tree stratum, the potential and the rate of natural regeneration for each species. For the mutualisms study, visual observations and bird captures were done throughout one year. The connectance of the mutualistic system and the species importance index were estimated. The interactions system network and the variation analysis of these interactions throughout the seasons were also done. The floristic composition resulted in a total richness of 20 families and 29 species for the five woods. The total tree density had a maximum media of 1207 ind/ha and a minimum of 747 ind/ha. Sebastiania serrata presented the highest importance value and Myrtaceae was the most represented family. The specific diversity was low, varying from 1,08 to 2,38 (nats). In the mutualistic system, 29 species interacting (birds and plants) were registered, with a connectance of 23,9%. Turdus amaurochalinus and T. rufiventris interacted with most tree species and had the highest importance index, being characterized as the main potential dispersers. Ocotea pulchella and Myrsine spp. were registered with the higher number of consumption events, although, Ficus organesis interacted with more frugivorous species, besides having the higher importance in the birds diet. There were variations in the frugivory events number throughout the seasons, as well as in the number of frugivorous species and consumed tree species. The regenerating component presented specific richness and diversity similar with the adult tree stratum, reflecting a floristic similarity higher than 70%. Most species (73,7%) presented negative regeneration rates, revealing the inverted 'J' pattern. The results point to the existence of differences in the forests tree composition and structure among the Restinga woods, besides a good regeneration capacity for most plant species studied. The data also reveal a generalist dispersal system, in which few bird species interact with many tree species and vice-versa.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/6096
Arquivos Descrição Formato
000480658.pdf (1.486Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.