Repositório Digital

A- A A+

Valores e atitudes de jovens praticantes de esportes em projetos sociais : um modelo teórico-explicativo

.

Valores e atitudes de jovens praticantes de esportes em projetos sociais : um modelo teórico-explicativo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Valores e atitudes de jovens praticantes de esportes em projetos sociais : um modelo teórico-explicativo
Autor Saldanha, Ricardo Pedrozo
Orientador Balbinotti, Carlos Adelar Abaide
Data 2012
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano.
Assunto Medidas
Políticas públicas
Psicologia do esporte
[en] Content validity
[en] Coping
[en] Model explaining the values and attitudes of the sport
[en] Programs for socially disadvantaged children
[en] Sport psychology
Resumo Valores e atitudes de jovens praticantes de esportes em projetos sociais é o tema do presente estudo. Para tanto, foram traçados três objetivos, que culminaram em três estudos. Estudo 1: Traduzir, testar os princípios métricos de validade de conteúdo e de consistência interna do Youth Sport Value Questionnaire 2 (YSVQ-2). Estudo 2: Explorar as associações (relações) entre importantes variáveis dos valores do esporte (Status, Competência e Moral), clima motivacional (ao Ego e à Tarefa) e atitudes (Pró e Antissociais), a fim de avaliar a validade do Modelo Explicativo de Valores e Atitudes no Esporte (MEVAE) de Lee et al. (2008) em jovens de 12 a 19 anos que praticam esportes em projetos sociais no sul do Brasil. Estudo 3: Testar a inclusão da variável de Coping no MEVAE, a fim de contribuir para explicar melhor os valores e atitudes em jovens de 12 a 19 anos que praticam esportes em projetos sociais no sul do Brasil. O Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal do Rio Grande do Sul analisou e aprovou o presente estudo sob o número de protocolo 18.193. Resultados do Estudo 1: A fim de atender o primeiro objetivo da tese, inicialmente, procedeu-se uma tradução “duplo cego”. Posteriormente a este procedimento, três juízes avaliadores, examinaram o Inventário através de uma escala de clareza e pertinência. Os resultados (CVCt) foram satisfatórios e indicam que o IVEJ-2 é válido sob o ponto de vista da Validade de Conteúdo (CVCt > 0,80). Após a validação do conteúdo, um estudo piloto foi realizado e constatado os índices de fidedignidade do Inventário ( Status = 0,711;  Competência = 0,785;  Morais = 0,738). A partir destas constatações foi possível realizar o segundo estudo da tese. Resultados do Estudo 2: A amostra foi composta por 1.125 jovens gaúchos (nm = 687; nf = 438) com idades entre 12 e 19 anos ( X = 13,80; dp = 0,40), que praticam esportes em projetos sociais. Cinco instrumentos foram utilizados (QICV; IVEJ- 2; PMCSQ-2; QAE-16; ‘desejabilidade social’). Constatou-se, a partir dos resultados, que os valores são preditoras do clima motivacional. A associação dos valores com a ‘Orientação à Tarefa’ (OT) representa 19,2% da variância, ao passo que com a ‘Orientação ao Ego’ (OE) foi de 9,8%. Os ‘Valores de Status’ (VS) foi preditor positivo da OE e negativo da OT, e os ‘Valores de Competência’ (VC) e ‘Morais’ (VM) foram preditoras positivos da OT e negativos da OE. A OT foi preditora positiva das ‘Atitudes Pró-Sociais’ (23,8% da variância). A OE (positivamente) e a OT (negativamente) são preditoras das ‘Atitudes Antissociais’ (15,8% da variância). As correlações parciais revelaram que a influência dos VC e VM sobre as ‘Atitudes Pró-Sociais’ é mediada pela OT (p < 0,05) e, da VS sobre as ‘Atitudes Antissociais’ positivamente pela OE e negativamente pela OT (p > 0,05). Resultado do Estudo 3: O presente estudo utilizou a mesma amostra do estudo 2. Foi avaliada, além das mesmas variáveis do estudo anterior, a variável ‘Coping’. A partir da inclusão das variáveis de Coping no MEVAE, constatou-se que os valores (VS negativamente), as ‘Ações Agressivas’ (β negativo), ‘Negação’, ‘Ações Diretas’ e ‘Autocontrole’ (β positivos) são preditoras do clima OT (23,7% da variância; p < 0,05), ao passo que os valores (VS positivamente), ‘Ações Agressivas’ e ‘Reavaliação Positiva’ (β positivos) do clima OE (11,8% da variância; p < 0,05). A OT foi preditora positiva das ‘Atitudes Pró-Sociais’ (23,8% da variância; p < 0,05). A OE (positivamente) e a OT (negativamente) são preditoras das ‘Atitudes Antissociais’ (15,8% da variância). As correlações parciais revelaram que a influência dos VC, VM e ‘Ações Diretas’ sobre as ‘Atitudes Pró-Sociais’ é mediada pela OT (p < 0,05) e, da VS e ‘Ações Agressivas’ sobre as ‘Atitudes Antissociais’ positivamente pela OE e negativamente pela OT (p > 0,05). Considera-se, a partir dos resultados obtidos no presente estudo que o Coping é um elemento fundamental a ser considerado no MEVAE no contexto do esporte social. Os resultados dos três estudos (artigos) indicam importantes contribuições para elucidar, a partir do modelo explicativo MEVAE, a relação dos Valores, Coping, Clima Motivacional e Atitudes de jovens que praticam esportes em projetos sociais.
Abstract Values and attitudes of young people playing sport in programs for socially disadvantaged children is the subject of this study. So, were outlined three goals for the thesis that culminated in three studies. Study 1: Translate, test the principles of metric content validity and internal consistency of the Youth Sport Value Questionnaire 2 (YSVQ-2). Study 2: To explore the associations (relationships) between important variables the values of sport (Status, Skill and Morale), motivational climate (the Ego and Task) and attitudes (Pro and antisocial), to assess the validity of the Explanatory Model Attitudes and Values in Sport (MEVAE) of Lee et al. (2008) for youth ages 12 to 19 who play sports in programs for socially disadvantaged children in southern Brazil. Study 3: Testing the inclusion of variable MEVAE Coping in order to contribute to better explain the values and attitudes in youth ages 12 to 19 who play sports in programs for socially disadvantaged children in southern Brazil. The Ethics Committee of the Universidade Federal do Rio Grande do Sul has reviewed and approved this study under the protocol number 18.193. Results of Study 1: To meet the first objective of the thesis, we initially conducted a translation "double blind". Subsequent to this procedure, three judges evaluators examined the inventory across a range of clarity and relevance. The results (CVCt) were satisfactory, and indicate that IVEJ-2 is valid from the point of view of content validity (CVCt> 0,80). After content validation, a pilot study was conducted and verified the reliability indices Inventory ( Status = 0,711;  Competence = 0,785;  Moral = 0,738). From these findings it was possible to perform the second study of the thesis. Results of Study 2: The sample comprised 1125 young gauchos (nm = 687; nf = 438) aged between 12 and 19 years ( X = 13,80, SD = 0,40), who play sports in programs for socially disadvantaged children. Five instruments were used (QICV; IVEJ-2; PMCSQ-2, QAE-16; 'social desirability'). It was found, from the results, the values are predictors of motivational climate. The association of values with the 'Task Orientation' (OT) represents 19,2% of the variance, whereas with 'Ego Orientation' (OE) was 9,8%. The 'Status Values' (VS) was a predictor of positive and negative OE OT, and the 'Values of Competence' (VC) and 'Moral' (VM) were predictive of positive and negative OE OT. The OT was a positive predictor of 'Pro-Social Attitudes' (23,8% of variance). The OE (positively) and OT (negatively) predict the 'antisocial attitudes' (15,8% of variance). The partial correlations revealed that the influence of VC and VM on 'Pro-Social Attitudes' is mediated by OT (p <0,05) and, on the VS 'antisocial attitudes' by OE positively and negatively by OT (p> 0,05). Results of Study 3: This study used the same sample of study 2. We evaluated in addition to the same variables in the previous study, the variable "Coping". From the inclusion of variables in Coping MEVAE, it was found that the values (VS negatively), the 'Aggressive Actions' (negative β), 'Denial', 'Direct Action' and 'Composure' (positive β) predict Climate OT (23,7% of the variance, p <0,05), whereas the values (VS positive), "aggressive action" and "Reassessment Positive '(positive β) climate OE (11,8% of variance, p <0.05). The OT was a positive predictor of 'Pro-Social Attitudes' (23,8% of the variance, p <0.05). The OE (positively) and OT (negatively) predict the 'antisocial attitudes' (15,8% of variance). The partial correlations revealed that the influence of VC, VM and 'Direct Action' on 'Pro-Social Attitudes' is mediated by OT (p <0,05), and the VS and 'Aggressive Actions' on 'antisocial attitudes' positively and negatively by the OE OT (p> 0,05). It is, from the results obtained in this study that the Coping is a key element to be considered in the context of MEVAE social sport. The results of the three studies (articles) indicate important contributions to elucidate, from MEVAE explanatory model, the relationship of Values, Coping, Motivational Climate and Attitudes of young people who play sports in programs for socially disadvantaged children.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/61131
Arquivos Descrição Formato
000863632.pdf (1.294Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.