Repositório Digital

A- A A+

Verificação da relação entre os valores pessoais e a predisposição ao consumo sustentável

.

Verificação da relação entre os valores pessoais e a predisposição ao consumo sustentável

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Verificação da relação entre os valores pessoais e a predisposição ao consumo sustentável
Autor Souza, João Vicente Rosa de
Orientador Nique, Walter Meucci
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Comportamento do consumidor
Consumo
Consumo responsável
Sustentabilidade
Valores pessoais
[en] Consumer behavior
[en] Personal values
[en] Sustainable consumption
Resumo A presente dissertação aborda uma forma de consumo que ganha cada vez mais atenção dos meios de comunicação, bem como da academia, o consumo sustentável, que surge em decorrência da mudança da percepção do conceito de marketing ocorrida em meados do século XX, quando passou a existir o conceito de marketing social. Esse fato contribui para que as empresas dediquem maior preocupação para aspectos antes esquecidos e passem a investir em responsabilidade social. A partir disso, em conjunto com diferentes fatores, como a degradação ambiental, o maior engajamento das pessoas em práticas ambientalmente responsáveis, bem como a formação de uma consciência por parte das pessoas acerca de questões ambientais, o estudo do conceito de consumo sustentável tornou-se de extrema importância. Dessa forma, estudos demonstraram a relação existente entre consumo sustentável e características individuais (DIETZ et al., 2002; VERMEIER; VERBEKE, 2008; RIBEIRO, 2011). Assim, o presente trabalho busca ampliar o conhecimento acerca do tema, relacionando-o com outro construto bastante estudado na área de marketing, os valores pessoais. Dessa forma, realizou-se uma survey com 442 entrevistados, escolhidos de maneira aleatória, na cidade de Porto Alegre, com a utilização de uma escala de consumo sustentável (RIBEIRO; VEIGA, 2010) em conjunto com a escala de valores pessoais – portrait value questionaire (PVQ) (SCHWARTZ, 1992) com o objetivo de verificar a relação entre esses dois construtos. Os resultados encontrados confirmaram a existência de relação estatisticamente significativa entre as dimensões auto-promoção, abertura à mudança e conservadorismo (valores pessoais) com as dimensões reciclagem, frugalidade, economia de recursos e consciência ecológica (consumo sustentável). A dimensão de valores pessoais auto-transcendência apresentou relação estatisticamente significativa com as dimensões de consumo sustentável economia de recursos e frugalidade.
Abstract This dissertation deals with a consumption’s form which gains more and more attention from the media, as well as the academy, the sustainable consumption, which arises because of changing’s perception of marketing’s concept occurred in the middle of twentieth century, when begins to exist the social marketing’s conception. This fact contributes to company dedicates major preoccupation for aspects that were forgotten and became to invest in social responsibility. From this perspective, together with different factors, as the environmental degradation, the major people’s commitment to practices environmentally responsible, as well as the development of a consciousness, from the persons, related to environmental issues, the study of sustainable consumption’s concept became extremely important. In this sense, studies demonstrate the existing relation between sustainable consumption and individual characteristics (DIETZ et al., 2002; VERMEIER; VERBEKE, 2008; RIBEIRO, 2011).Thus, this work aims to extend the knowledge about the topic, relating this issue with another construct much studied in marketing’s area, the personal values. Thereby, a survey took place with 442 interviewees, chosen by random sample selection, in Porto Alegre city, using a sustainable consumption’ scale (RIBEIRO; VEIGA, 2010), together with a personal values’ scale - portrait value questionaire (PVQ) (SCHWARTZ, 1992) with the aim of analyzing the relation between this two constructs. The results achieved confirm the existence of a relation statistically meaningful between the dimensions self-promotion, opening to change and conservatism (personal values) with the dimensions recycling, frugality, economy of resources and ecological conscience (sustainable consumption). The personal value’s dimension self-transcendence presents relation statistically meaningful with the sustainable consumption’s dimension economy of resources and frugality.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/61153
Arquivos Descrição Formato
000864089.pdf (494.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.