Repositório Digital

A- A A+

Estudo comparativo das estimulações ventricular direita e biventricular no pós-operatório de revascularização miocárdica

.

Estudo comparativo das estimulações ventricular direita e biventricular no pós-operatório de revascularização miocárdica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudo comparativo das estimulações ventricular direita e biventricular no pós-operatório de revascularização miocárdica
Outro título Comparative study of right ventricular and biventricular stimulations in post-operative of myocardial revascularization
Autor Albuquerque, Luciano Cabral
Sant'Anna, João Ricardo Michielin
Zago, Alcides José
Velho, Flavio Jose Petersen
Petracco, Joao Batista
Resumo Objetivo: Nos anos recentes, a ressincronização ventricular tem sido proposta como adjuvante no tratamento da insuficiência cardíaca congestiva. O objetivo deste estudo é comparar as alterações eletrocardiográficas e o efeito hemodinâmico imediato das estimulações ventricular direita (EVD) e biventricular (EBV), no pós-operatório de operação de revascularização miocárdica (CRM) com circulação extracorpórea (CEC). Casuística e Métodos: Em um ensaio clínico cruzado, 13 pacientes com doença coronária multiarterial, e fração de ejeção inferior a 50%, foram submetidos a estimulação epicárdica temporária univentricular direita e biventricular, no 5° dia de pós-operatório. As variáveis analisadas foram duração do complexo QRS, dimensões do átrio esquerdo (AE) e ventrículo esquerdo (VE), fração de encurtamento do VE (delta D) e fração de ejeção do VE. Os grupos foram comparados através do teste de t de Student para amostras pareadas, considerando-se nível de significância de 0,05. Resultados: A duração média do complexo QRS foi de 185±26 ms durante a EVD, e de 126±37 ms com a EBV (p<0,001). O diâmetro médio do AE com a EVD foi de 40±4 mm, e de 35±4 mm na EBV (p<0,001). As médias dos diâmetros diastólico e sistólico finais do VE foram, respectivamente, de 49±13 mm e 59±11 mm com a EVD, e de 42±12 mm e 52±10 mm durante a EBV (p<0,001). A delta D média do VE determinada pela EVD foi de 18±7%, e de 22±8% com a EBV (p=0,017). A fração de ejeção média do VE com a EVD foi de 33±14%, e de 46±17% durante a EBV (p<0,001). Conclusão: No modelo estudado, a estimulação biventricular temporária determinou melhora significativa do desempenho hemodinâmico, em comparação à estimulação ventricular direita, e um complexo QRS com duração próxima à fisiológica.
Abstract Objective: In recent years, the ventricular resynchronization has been proposed as an assisting therapy in congestive heart failure. This study objective is to compare the electrocardiographic changing and the acute hemodynamics effects of right ventricular (RVS) and biventricular stimulation (BVS), in post-operative of myocardial revascularization with cardiopulmonary bypass. Material and Methods: In a cross-over trial, thirteen patients with multiarterial coronary disease and ejection fraction lower than 50%, were submitted to right ventricular and biventricular epicardial temporary stimulation, in 5th post-operative day. The variables researched were lenght of time of the QRS complex, diameter of left atrium (LA) and left ventricle (LV), the LV shortening fraction and LV ejection fraction. The results from two groups were compared through the Student’s t test for paired observations and the value p<0.05 was considered significant. Results: The duration of QRS complex was 185±26 ms during RVS, and 126±37 ms with BVS (p<0.001). The left atrium diameter with RVS was 40±4 mm, and 35±4 mm during BVS (p<0.001). The end systolic and dyastolic LV diameters were respectivelly 49±13 mm and 59±11 mm during RVS, and 42±12 mm and 52±10 mm with BVS (p<0.001). The LV shortening fraction established by RVS was 18±7 %, and with BVS was 22±8 % (p=0.017). The LV ejection fraction during RVS was 33±14 %, and with BVS was 46±17 % (p<0.001). Conclusion: In the studied pattern, biventricular artificial stimulation determined a significant improvement of the hemodynamic performance in comparison to the right ventricular stimulation, and a QRS complex with duration close to the physiological.
Contido em Revista brasileira de cirurgia cardiovascular. São José do Rio Preto, SP. Vol. 17, n. 1 (jan./mar. 2002), p. 61-72
Assunto Cuidados pós-operatórios
Estimulação cardíaca artificial
Marca-passo artificial
Revascularização miocárdica
[en] Cardiac pacing, artificial
[en] Myocardial revascularization, postoperative period
[en] Pacemaker, artificial
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/61478
Arquivos Descrição Formato
000486239.pdf (525.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.