Repositório Digital

A- A A+

Transplante experimental cardíaco heterotópico e cutâneo em camundongos

.

Transplante experimental cardíaco heterotópico e cutâneo em camundongos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Transplante experimental cardíaco heterotópico e cutâneo em camundongos
Outro título Experimental heterotopic cardiac and cutaneous transplantation in mice
Autor Sesterheim, Patrícia
Saitovitch, David
Resumo Objetivo: Estudo experimental com o objetivo de desenvolver e avaliar a viabilidade das técnicas de transplante experimental cardíaco heterotópico abdominal vascularizado e cutâneo em camundongos, criando um instrumento para investigação da eficácia de soluções de preservação, novas drogas imunossupressoras, agentes biológicos, terapia gênica e indução de tolerância imunológica. Método: Para este estudo, as técnicas utilizadas foram descritas previamente por Corry et al. e Billingham et al. Resultados: O tempo cirúrgico total para a realização dos transplantes cardíacos (n=20) foi, em média, 60,3±6,3 minutos e para os transplantes cutâneos (n=20), 17,75±0,71 minutos. A média de sobrevida dos aloenxertos cutâneos (n=34) e cardíacos (n=24) foi, respectivamente, 7 e 11 dias, enquanto que os isoenxertos sobreviveram por mais de 100 dias. Conclusões: Ambas as técnicas se caracterizaram pela fácil reprodutibilidade dos modelos experimentais. As diferenças entre as técnicas não se limitaram às peculiaridades metodológicas ou ao tempo de sobrevida e vascularização, mas principalmente à sua imunogenicidade e suscetibilidade à rejeição.
Abstract Objective: This is an experimental study which aims at developing and evaluating the feasibility of experimental techniques of vascularized and cutaneous abdominal heterotopic heart transplant in mice, creating an instrument of investigation for the effectiveness of prservation solutions, new immunosuppressive drugs, biological agents, genetic therapy and induction of immunological tolerance. Method: The techniques used in this work were previously described by Corry et al. and Billingham et al. Results: The total surgical time to perform the cardiac transplants (n=20) was on average 60.3+6.3 minutes and the time of cutaneous transplants (n= 20) 17.75+0.71 minutes. The average survival of the cutaneous allografts (n=34) and cardiac (n=24) allografts was 7 and 11 days, respectively, while the syngeneic grafts survived more than 100 days. Conclusions: Both techniques are characterized by the easy reproducibility of the experimental models. The differences between the techniques were not limited either by the methodological peculiarities or by the length of survival and vascularization, but mainly by the immunogenicity and susceptibility of rejection.
Contido em Revista brasileira de cirurgia cardiovascular. São José do Rio Preto, SP. Vol. 20, n. 2 (2005), p. 174-181
Assunto Camundongos de cepas endogâmicas
Imunologia de transplantes
Transplante de coração
Transplante de pele
[en] Heart transplantation
[en] Mice, inbred strains
[en] Skin transplantation
[en] Transplantation immunology
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/61510
Arquivos Descrição Formato
000529164.pdf (673.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir
000529164-02.pdf (668.8Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.