Repositório Digital

A- A A+

Influência da prática da atividade física no resultado da cirurgia de revascularização miocárdica

.

Influência da prática da atividade física no resultado da cirurgia de revascularização miocárdica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Influência da prática da atividade física no resultado da cirurgia de revascularização miocárdica
Outro título Influence of the practice physical activity in the coronary artery bypass graft surgery results
Autor Nery, Rosane Maria
Barbisan, Juarez Neuhaus
Mahmud, Mahmud Ahmad Ismail
Resumo Objetivo: Avaliar a modificação da freqüência da prática da atividade física no pré e pós-operatório dos pacientes submetidos à cirurgia de revascularização miocárdica (CRM) e influência da freqüência da prática da atividade física no pré-operatório no prognóstico dos mesmos. Método: Estudo de série de casos de 55 pacientes submetidos à CRM, divididos em sedentários e ativos quanto à prática de atividade física. Resultados: Após a realização da CRM, 14 (47%) dos pacientes classificados como sedentários no pré-operatório estavam praticando exercícios (p=0,03). Dezessete (59%) pacientes sedentários no período pré-operatório apresentaram complicações pós-operatórias em comparação a 8 (31%) ativos (p= 0,04). O tempo de internação entre pacientes que não praticavam atividade física e os que praticavam antes da cirurgia foi, respectivamente, 15 (DP= 8) e 12 (DP= 5) dias (p= 0,03). Conclusão: Esse estudo mostrou a importância da prática de atividade física na fase pré-operatória no resultado da cirurgia de revascularização do miocárdio. Os pacientes fisicamente ativos tiveram tempo de internação hospitalar mais curto e menor número de complicações trans e pósoperatórias no período de um ano. A cirurgia cardíaca promoveu mudança dos hábitos de vida dos pacientes operados, aumentando o número de pacientes fisicamente ativos no seguimento de um ano.
Abstract Objective: To evaluate the modifications of the frequency of physical activities practice of the patients submitted to coronary artery bypass graft surgery (CABG) and the influence of the frequency of physical practice activity of the patients before surgery in the surgical prognostic. Methods: Cases studies of 55 patients submitted to CABG divided in active and sedentary in relation to physical practice activities. Results: After CAGB 14 (47%) of the patients classified as sedentary before surgery were practing exercises (p=0.03). Seventeen (59%) sedentary patients in the pre-operatory period presented complications after the surgery comparing to 8 (31%) in those actives (p= 0.4%). The post-operatory period of hospitalization in the sedentary group and in those that were active in the pre-operatory period were respctively 15 (SD=8) and 12 (SD=5) days p=0.03. Conclusion: This study showed the importance of preoperatory physical activity practice in the results of coronary artery bypass surgery. The patients physically active had a shorter time of postoperative hospital stay and a smaller number of hospital and one year follow up surgery complications. The cardiac surgery promoted a modification of the habits of the patients increasing the number of physically active patients during the one year follow up.
Contido em Revista brasileira de cirurgia cardiovascular. São José do Rio Preto, SP. Vol. 22, n. 3 (2007), p. 297-302
Assunto Complicações pós-operatórias
Comportamento de redução do risco
Revascularização miocárdica
[en] Exercise
[en] Myocardial revascularization
[en] Post-operative complications
[en] Risk reduction behavior
[en] Surgery
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/61553
Arquivos Descrição Formato
000759958.pdf (50.26Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir
000759958-02.pdf (209.1Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.