Repositório Digital

A- A A+

Efetividade da intervenção fisioterapêutica no pós-operatório imediato de pacientes pediátricos submetidos a ressecções pulmonares

.

Efetividade da intervenção fisioterapêutica no pós-operatório imediato de pacientes pediátricos submetidos a ressecções pulmonares

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efetividade da intervenção fisioterapêutica no pós-operatório imediato de pacientes pediátricos submetidos a ressecções pulmonares
Autor Kaminski, Patricia Nerys
Orientador Andrade, Cristiano Feijó
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências Pneumológicas.
Assunto Cirurgia torácica
Pacientes internados
Serviço hospitalar de fisioterapia
[en] Child
[en] Lung
[en] Physiotherapy
[en] Postoperative care
[en] Surgery
Resumo Objetivo: Avaliar a efetividade da instituição de um protocolo fisioterapêutico padronizado no pós-operatório imediato de pacientes pediátricos submetidos à ressecção pulmonar. Métodos: Estudo retrospectivo e prospectivo, intervencionista, descritivo e quantitativo. Foram incluídos no estudo cento e vinte e três pacientes pediátricos submetidos à ressecção pulmonar. Em cinqüenta e duas crianças foi realizado o protocolo padronizado de fisioterapia enquanto o grupo controle (n=71) recebeu várias técnicas fisioterapêuticas sem padronização específica e com variabilidade na data de início e número de atendimentos diários. Foram avaliadas as complicações pulmonares pósoperatórias, necessidade de fibrobroncoscopia pós-operatória, tempo de permanência do dreno torácico e permanência hospitalar após a cirurgia. Resultados: O grupo que recebeu atendimento baseado no protocolo fisioterapêutico padronizado desenvolveu menos complicações que o grupo controle (17,3% vs. 30,9%; p ≤ 0.0001). Os pacientes do grupo controle necessitaram de mais intervenções por fibrobroncoscopia para higiene brônquica (n=14, 19,7% vs. n=5, 9,61%; p ≤ 0.0001). Não houve diferença significativa no tempo de drenagem torácica e permanência hospitalar entre os grupos. Conclusão: A implantação de um protocolo fisioterapêutico padronizado após ressecção pulmonar em crianças diminui o aparecimento de complicações pós-operatórias, porém não reduz o tempo de permanência de dreno torácico e a duração da internação hospitalar.
Abstract Background: Early physiotherapy reduces pulmonary complications after lung resection in adult patients. However, the effectiveness and the techniques used in postoperative physiotherapy in children undergoing lung resection have not been well described. Therefore, the standardization of a physiotherapeutic attendance after lung resection in children is necessary. Methods: This is a retrospective and prospective, interventional, descriptive and quantitative study. We evaluated 123 pediatric patients undergoing lung resection. Fifty-two children were prospectively submitted to a standardized physiotherapy protocol that included a mask with a positive expiratory pressure (EPAP) of 10 cmH2O, expiratory rib cage compression, coughing, lifting the upper limbs and ambulation starting within the first 4 hours after surgery and continuing three times each day. A historical control group of 71 patients received physiotherapeutic techniques without specific standardization and with variability in the start date and number of days attended. We recorded the presence of postoperative complications, prolonged air leak, postoperative bronchoscopy, the time of chest tube removal and the length of the hospital stay following surgery. Results: The group that received a standardized protocol of physiotherapy had fewer atelectasis than the control group (15.4% vs. 7.6%; p ≤ 0.01). Patients in the control group were more likely than those in the intervention group to require fiberoptic bronchoscopy for bronchial toilet (n = 14, 19.7% vs. n = 5, 9.61%; p ≤ 0.0001). There was no difference in the time of drainage or length of hospitalization between the groups. Conclusion: Implantation of a standardized physiotherapeutic protocol after lung resection in children decreases atelectasis but does not reduce the time of chest tube removal or the duration of the hospital stay.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/61710
Arquivos Descrição Formato
000866385.pdf (487.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.