Repositório Digital

A- A A+

Revisão e análise cladística de Thoreyella spinola e gêneros próximos (Hemiptera, Pentatomidae, Procleticini)

.

Revisão e análise cladística de Thoreyella spinola e gêneros próximos (Hemiptera, Pentatomidae, Procleticini)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Revisão e análise cladística de Thoreyella spinola e gêneros próximos (Hemiptera, Pentatomidae, Procleticini)
Autor Bernardes, Jorge Luiz Cabeleira
Orientador Grazia, Jocelia
Co-orientador Schwertner, Cristiano Feldens
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Programa de Pós-Graduação em Biologia Animal.
Assunto Análise cladística
Hemíptero
Pentatomidae
Procleticini
Thoreyella
Resumo Thoreyella Spinola, 1850 está incluído na tribo Procleticini Pennington, 1920 e tem distribuição exclusivamente Neotropical. Seu status como gênero e sua classificação nunca foram testadas pela metodologia cladística. Neste trabalho, Thoreyella é estudado quanto a sua monofilia e também quanto as relações entre suas espécies. Do material estudado, foram encontrados espécimes de Thoreyella que não se enquadraram nas descrições das espécies conhecidas, sendo consideradas como Thoreyella sp. nov. 1 e Thoreyella sp. nov. 2. Para estabelecer a classificação do gênero dentro da tribo, bem como definir um possível grupo-irmão, foram incluídos na análise três gêneros relacionados de Procleticini: Lobepomis Berg, 1891, Neoderoploa Pennington, 1922 e Procleticus Berg, 1891. Como grupo externo, foi utilizado o gênero Dendrocoris Bergroth, 1891. Foram levantados 38 caracteres morfológicos para onze táxons terminais: nove do grupo-interno mais dois do grupo-externo (Dendrocoris arizonensis Barber, 1911 e D. pini Montandon, 1893). Os dados foram submetidos a análises de parcimônia por busca exaustiva e busca heurística, obtendo pelos dois métodos o mesmo resultado: um cladograma com 71 passos, índice de consistência 0,73 e índice de retenção 0,81. A análise corroborou a hipótese da monofilia de Thoreyella, sustentada por nove sinapomorfias, bem como a relação de grupo-irmão com o clado formado pelo demais gêneros incluídos no grupo-interno (Neoderoploa + (Lobepomis + Procleticus)). A distribuição geográfica dos táxons analisados foi plotada em um mapa da América do Sul, demonstrando que o clado formado por Neoderoploa + (Lobepomis + Procleticus) é distribuído principalmente na sub-região Chaquenha, enquanto que o gênero Thoreyella está mais relacionado à sub-região Paranaense, principalmente nas províncias Mata Atlântica e Paranaense. Com base nas relações filogenéticas obtidas na análise, os táxons conhecidos de Thoreyella foram revisados e as duas espécies novas descritas: Thoreyella maracaja sp. nov. (com distribuição no Brasil: Minas Gerais, Santa Catarina e Rio Grande do Sul) e Thoreyella paraiba sp. nov. (Brasil: Paraíba). O gênero, a partir deste trabalho, passa a contar com seis espécies válidas. O lectótipo de T. brasiliensis é designado neste trabalho. Novos registros de ocorrência e chaves de identificação para os táxons incluídos na análise são fornecidos.
Abstract Thoreyella Spinola, 1850 is included in the tribe Procleticini Pennington, 1920, and has exclusive Neotropical distribution. Its monophyly and position within the tribe had never been tested by cladistic methodology. In this study, we tested the validity of Thoreyella as well as the relationships among its species. Identification of all described species of Thoreyella were confirmed with type comparisons, and two new species were recognized. In order to define the position of Thoreyella among Procleticini, three related genera were included: Lobepomis Berg, 1891, Neoderoploa Pennington, 1922 and Procleticus Berg, 1891. Species of Dendrocoris were used as outgroups. It was choosen thirty eigth morphological characters for eleven terminal taxa: nine in the ingroup and two in the outgroup (Dendrocoris arizonensis Barber, 1911 and D. pini Montandon, 1893). Parsimony analyses were carried out by using exhaustive and heuristical searchs, both methods yield the same result: one tree with 71 steps, consistency index of 0.73 and retention index 0.81. The results corroborated monophily of Thoreyella, supported by nine synapomorphies. The sister-group relationship with the clade formed by the genera included in the ingroup (Neoderoploa + (Lobepomis + Procleticus)) was also corroborated. Geographical distributions of the terminal taxa was ploted in a map of South America: Clade A, including Neoderoploa + (Lobepomis + Procleticus) is predominantly distributed in Chacoan sub-region, whereas Thoreyella seems more related to the Parana sub-region (mainly the Atlantic Forest and Parana Forest provinces). Based on the results, Thoreyella was revised, and two new species were described, both from Brazil: Thoreyella maracaja sp. nov. (states of Minas Gerais, Santa Catarina, and Rio Grande do Sul), and Thoreyella paraiba sp. nov. (state of Paraíba). As currently circunscribed, Thoreyella has six valid species. The lectotype of T. brasiliensis is designated in this work. New geographical records and identification keys for the taxa included in the analysis are presented.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/61783
Arquivos Descrição Formato
000708878.pdf (1.956Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.