Repositório Digital

A- A A+

Avaliação de desempenho e negociação : percepção de servidores técnico-administrativos da Universidade Federal de Pelotas

.

Avaliação de desempenho e negociação : percepção de servidores técnico-administrativos da Universidade Federal de Pelotas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação de desempenho e negociação : percepção de servidores técnico-administrativos da Universidade Federal de Pelotas
Autor Souza, Juliana Antunes
Orientador Demarco, Diogo Joel
Data 2010
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de Especialização em Negociação Coletiva a Distância.
Assunto Avaliação de desempenho
Gestão de pessoas
Negociação coletiva
Resumo Este trabalho pretende apresentar a percepção de servidores técnico-administrativos sobre a implantação do Programa de Avaliação de Desempenho na Universidade Federal de Pelotas (UFPEL). Para tanto foi desenvolvida uma pesquisa de natureza qualitativa e explicativa sob a forma de estudo de caso. Os sujeitos selecionados atuam no âmbito da Pró-Reitoria de Gestão de Recursos Humanos, atendendo aos requisitos de serem servidores técnico-administrativos e ocupantes de cargos de chefia. Foram feitas sete entrevistas individuais e as respostas obtidas através de um roteiro semi-estruturado contendo quatro questões abertas. Os conteúdos foram analisados e categorizados para posterior confrontação com a teoria. Os resultados demonstraram que os servidores têm um entendimento diversificado sobre o tema avaliação de desempenho. Suas expectativas são reservadas quanto à implantação da avaliação de desempenho na UFPEL, imperando receio/resistência, necessidade de maior divulgação da avaliação e descrença quanto ao processo. A maioria concebe a viabilidade da negociação ao longo do processo de avaliação de desempenho. Como consequências positivas da implantação da avaliação de desempenho na UFPEL incluem o autoconhecimento do servidor, a possibilidade de integração das pessoas, ganhos para a instituição do ponto de vista gerencial e outros. Em relação aos aspectos negativos apontam a avaliação por avaliação, o descumprimento do que foi pactuado, o despreparo do ponto de vista técnico para proceder na avaliação, dentre outros. Embora a avaliação de desempenho tenha surgido nas instituições federais de ensino a partir da criação da carreira dos Servidores Técnico-Administrativos em Educação (Lei 11.091/05 e suas alterações), fruto de processos de negociação coletiva entre o sindicato nacional da categoria e a Mesa Permanente de Negociação do Governo Federal, na realidade da UFPEL ainda não se pode falar em Negociação Coletiva de Trabalho. No entanto, a avaliação de desempenho suscitará processos negociais entre avaliadores e avaliados, conforme prevê a norma do Programa de Avaliação de Desempenho da UFPEL.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/61818
Arquivos Descrição Formato
000866690.pdf (299.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.