Repositório Digital

A- A A+

Contribuição da musculatura inspiratória na limitação ao exercício na insuficiência cardíaca : mecanismos fisiopatológicos

.

Contribuição da musculatura inspiratória na limitação ao exercício na insuficiência cardíaca : mecanismos fisiopatológicos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Contribuição da musculatura inspiratória na limitação ao exercício na insuficiência cardíaca : mecanismos fisiopatológicos
Outro título The contribution of inspiratory muscles function to exercise limitation in heart failure : pathophysiological mechanisms
Autor Ribeiro, Jorge Pinto
Chiappa, Gaspar Rogério da Silva
Callegaro, Carine Cristina
Resumo Contextualização: A insuficiência cardíaca (IC) acarreta alterações histológicas, metabólicas e funcionais dos músculos inspiratórios. A fraqueza dos músculos inspiratórios, que ocorre em 30% a 50% dos pacientes com IC, associa-se com a redução da capacidade funcional, prejuízos para a qualidade de vida e piora no prognóstico desses indivíduos. Objetivos: Discutir os mecanismos fisiopatológicos que potencialmente explicam o papel da musculatura inspiratória na limitação ao exercício, abordando-se os reflexos que controlam a ventilação e a circulação durante o exercício. Método: Foram realizadas pesquisas na base de dados PUBMED, utilizando os termos inspiratory muscles, inspiratory muscle training, metaborreflex e chemoreflex e incluindo estudos publicados desde 1980. Resultados: A fraqueza muscular inspiratória está relacionada com intolerância ao exercício e com exacerbação do quimiorreflexo e do metaborreflexo inspiratório na IC. O metaborreflexo inspiratório pode ser atenuado pelo treinamento muscular inspiratório ou pelo treinamento aeróbico, melhorando o desempenho ao exercício. Conclusões: Os pacientes com IC podem apresentar alterações da função muscular inspiratória associadas com hiperatividade quimiorreflexa e metaborreflexa inspiratória, as quais podem agravar a intolerância ao exercício.
Abstract Background: Heart failure induces histological, metabolic and functional adaptations in the inspiratory muscles. This inspiratory muscle weakness, which occurs in 30% to 50% of the heart failure patients, is associated with reduction in the functional capacity, reduction in the quality of life and with a poor prognosis in these individuals. Objectives: The objective of this review was to discuss the pathophysiological mechanisms that may explain the role of the inspiratory muscles in the exercise limitation with focus in the reflexes that control the ventilation and the circulation during the exercise. Method: We performed searches in the PUBMED database using the terms “inspiratory muscles”, “inspiratory muscle training”, “metaboreflex” and chemoreflex” and including studies published since 1980. Results: Inspiratory muscle weakness is associated with exercise intolerance and with an exaggerated inspiratory chemoreflex and metaboreflex in heart failure. The inspiratory metaboreflex may be attenuated by the inspiratory muscle training or by the aerobic exercise training improving the exercise performance. Conclusions: Patients with heart failure may present changes in the inspiratory muscle function associated with inspiratory chemoreflex and metaboreflex hyperactivity, which exacerbate the exercise intolerance.
Contido em Revista brasileira de fisioterapia. São Carlos. Vol. 16, no. 4 (jul./ago. 2012), p. 261-267
Assunto Exercício
Insuficiência cardíaca
Reabilitação
[en] Chemoreflex
[en] Heart failure
[en] Inspiratory muscle training
[en] Metaboreflex
[en] Rehabilitation
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/61899
Arquivos Descrição Formato
000864181.pdf (657.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir
000864181-02.pdf (652.4Kb) Texto completo (inglês) Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.