Repositório Digital

A- A A+

Mudanças nas relações de trabalho e gênero no turismo rural

.

Mudanças nas relações de trabalho e gênero no turismo rural

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Mudanças nas relações de trabalho e gênero no turismo rural
Autor Lunardi, Raquel
Orientador Souza, Marcelino de
Co-orientador Perurena, Fátima C.V.
Data 2012
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural.
Assunto Desenvolvimento rural
Relações de gênero
Relações de trabalho
Turismo rural
[en] Gender relationships
[en] Power
[en] Rural development
[en] Rural tourism
[en] Work
Resumo O meio rural brasileiro está passando por ressignificações nas últimas décadas, o que tem provocado uma emergência de dinâmicas sócio-espaciais heterogêneas e multifuncionais. Em resposta a este ambiente de mudanças surgem novas formas de uso do espaço rural relacionadas ao consumo de novos produtos e serviços, o que tem permitido que o rural, que era somente produtor de matéria prima, passe a ser um prestador de serviços através de opções de lazer, diversificando suas formas produtivas. Esta diversificação tem alterado o ritmo de vida local e familiar, a estrutura da organização do trabalho familiar, bem como os valores sociais e culturais dos agentes envolvidos. Diante disso, propôs-se a seguinte problemática de investigação: o trabalho no turismo rural tem permitido a ocorrência de mudanças significativas na divisão sexual do trabalho, e isso resulta na desconstrução das formas de dominação/poder no meio rural? Para dar conta desta problemática, buscou-se, como objetivo geral, compreender a organização do trabalho em empreendimentos de turismo rural e seus reflexos sobre as relações de gênero em famílias rurais gaúchas. Objetivou-se, ainda, descrever a trajetória do processo de implantação do turismo rural nas propriedades, identificando a participação de mulheres e homens; identificar a nova divisão sexual do trabalho decorrente do envolvimento em atividades não-agrícolas; verificar os fatores internos (situação econômica e social da família, demografia, tipos de produção, sistema de valores, etc.) e externos (contexto econômico, político e social, instituições, demanda, etc.) que afetam as relações de gênero a partir do trabalho no turismo rural; e descrever as mudanças nas posições sociais ocorridas nas famílias e nos indivíduos (homens e mulheres) com o trabalho no turismo rural. O fio condutor desta tese constituiu-se nas relações de gênero, este que foi relacionado com a divisão sexual do trabalho e com as formas de poder e empoderamento das famílias. De forma geral, a partir das análises teóricas analíticas, pode-se sinalizar para uma reprodução da forma tradicional da divisão sexual do trabalho nas famílias rurais pesquisadas, sobretudo no que diz respeito ao trabalho feminino no momento em que velhas práticas são reafirmadas pelo turismo. Com essa nova atividade houve uma reorganização das tarefas domésticas e produtivas e isso afetou, especialmente, o trabalho feminino. Além disso, o turismo inseriu a mulher no mercado de trabalho e possibilitou novos espaços de socialização. No entanto, essas mudanças ainda estão sob a base do sistema sexo/gênero, onde o que é de homem é de homem e o que é de mulher é de mulher.
Abstract Brazilian rural areas have been going through a process of reframing for the last decades, and this has provoked the emergence of multifunctional and heterogeneous socio-spatial dynamics. In response to this environment of changes, new ways for using the rural space related to the consumption of new products and services appear, and this has allowed the rural people, who used to be only the producers of raw materials, to become suppliers of services by offering leisure options, and in this way, diversifying their productive means. This diversification have been altering the local and familiar routine, the organization of the familiar work, as well as the social and cultural values of the agents involved in it. In view of that, the following research problem is proposed: has the work in rural tourism allowed significant changes in the gender division of labor? And does this result in the deconstruction of the ways of domination/power in the rural environment? In order to answer that problem, it was sought as a general objective to understand the organization of the work in rural tourism enterprises and its reflections on gender relationships in rural families in the State of Rio Grande do Sul, Brazil. It is also objective of this work: to describe the trajectory of the process of implementation of rural tourism in the properties, identifying the participation of women and men; identify the new gender division of labor originated from the involvement in non-agricultural activities; verify the internal factors (economical and social situation of the family, demography, kinds of production, system of values, etc.) and the external factors (economical political and social context, institutions, needs, etc.) that affect the gender relationships in the work in rural tourism; and describe the changes in social positions occurred in the families and individuals (men and women) with the work in the rural tourism. The thread of this work is constituted in the gender relationships, the one that was related to the gender division of labor and to the ways of power and empowerment of the families. In a general way, from the theoretical and analytical analysis, it is possible to point out the reproduction of the traditional way of gender division labor in the rural families researched, in particular in aspects regarding the women’s work when old practices are reaffirmed by the tourism. Together with this new activity there was a reorganization of the household chores and the productive activities, and this affected specially the woman’s work. Besides this, the tourism inserted the woman in the labor market and provided new spaces of socialization. However, these changes are still based on the gender system, where what is a man’s task belongs to men, and what is a woman’s task belong to women.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/61936
Arquivos Descrição Formato
000866433.pdf (7.900Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.