Repositório Digital

A- A A+

Diagnóstico etiológico do hirsutismo e implicações para o tratamento

.

Diagnóstico etiológico do hirsutismo e implicações para o tratamento

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Diagnóstico etiológico do hirsutismo e implicações para o tratamento
Outro título Etiolgical diagnosis of hirsutism and implications for the treatment
Autor Spritzer, Poli Mara
Resumo O hirsutismo é definido como a presença de pelos terminais na mulher, em áreas anatômicas características de distribuição masculina. Pode se manifestar como queixa isolada ou ser acompanhada de outros sinais de hiperandrogenismo, virilização, distúrbios menstruais e/ou infertilidade, e está associado aos níveis circulantes de androgênios e à sensibilidade cutânea a estes hormônios. As causas mais prevalentes do hirsutismo são a síndrome dos ovários policísticos e o hirsutismo isolado, na presença de ciclos ovulatórios. Menos frequentes são as hiperplasias adrenais congênitas forma não-clássica por deficiência da 21-hidroxilase, bem como o hirsutismo secundário ao uso de medicamentos. Outras causas mais raras são a síndrome de Cushing e os tumores virilizantes. A avaliação diagnóstica deve focar na identificação da etiologia e do risco para comorbidades eventualmente associadas. Os objetivos do tratamento são: suprimir o excesso de androgênios, quando houver; bloquear a ação dos androgênios no folículo pilo-sebáceo; identificar pacientes com risco para distúrbios metabólicos e/ou de neoplasias do trato reprodutivo e proceder à sua prevenção primária e secundária.
Abstract Hirsutism may be defined as the presence of terminal hair in the women, with a male pattern of distribution. The clinical presentation is variable, from isolated hirsutism to the presence of other signs of hyperandrogenism, menstrual irregularities and/or infertility. Hirsutism is related to serum androgens and to the cutaneous sensitivity to these hormones. The most prevalent causes of hirsutism are polycystic ovary syndrome and isolated hirsutism, in the presence of ovulatory cycles. Non-classical congenital adrenal hyperplasia (21-hydroxylase deficiency) and drug-induced hirsutism are less frequent causes. Androgen-secreting neoplasms and Cushing syndrome are rare etiologies related to hirsutism. Diagnostic evaluation should address on identifying the etiology and potential risk for associated comorbidities. The aims of the treatment are: to suppress androgen overproduction, if present; to block androgen action on hair follicles; to identify and treat patients at risk for metabolic disturbances or reproductive neoplasias.
Contido em Revista brasileira de ginecologia & obstetrícia. Rio de Janeiro. Vol. 31, n.1 (jan. 2009), p. 41-47
Assunto Antagonistas de androgênios
Anticoncepcionais orais
Hiperplasia supra-renal congênita
Hirsutismo
Síndrome do ovário policístico
[en] Adrenal hyperplasia, congenital
[en] Antiandrogens/therapeutic use
[en] Contraceptives, oral/therapeutic use
[en] Hirsutism/diagnosis
[en] Hirsutism/etiology
[en] Hirsutism/therapy
[en] Polycystic ovary syndrome
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/62003
Arquivos Descrição Formato
000694740.pdf (698.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.