Repositório Digital

A- A A+

Consumo de frutas e vegetais em adolescentes de Porto Alegre: associação com idade, gênero e escolaridade

.

Consumo de frutas e vegetais em adolescentes de Porto Alegre: associação com idade, gênero e escolaridade

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Consumo de frutas e vegetais em adolescentes de Porto Alegre: associação com idade, gênero e escolaridade
Autor Rieth, Marta Andresa
Orientador Fuchs, Sandra Cristina Pereira Costa
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Médicas.
Assunto Adolescente
Consumo de alimentos
Escolaridade
Frutas
Porto Alegre (RS)
Vegetais
[en] Adolescent
[en] Five-a-day
[en] Fruit
[en] Vegetable
Resumo Objetivos: Avaliar o consumo de frutas e vegetais por adolescentes, residentes em Porto Alegre, RS, e verificar sua associação com características demográficas. Métodos: Foram estudados 568 adolescentes, com 12 a 19 anos, em estudo transversal realizado em amostra aleatória representativa de Porto Alegre. Os dados foram coletados por meio de entrevista, administrando-se um questionário de freqüência alimentar (QFA) e perguntas específicas para avaliar o consumo de frutas e vegetais nas últimas 24 horas. O total de frutas e vegetais foi aferido através do QFA ou IR24h, permitindo criar seis grupos: frutas (QFA), vegetais (QFA), vegetais sem arroz (QFA), vegetais com arroz e feijão (QFA), arroz e feijão (QFA), Five-a-day (IR24h) e Five-a-day colorido (IR24h). Análises foram realizadas utilizando-se teste do qui-quadrado de Pearson, análise de variância e regressão linear múltipla. Resultados: A amostra foi constituída por meninos (49,5%), 50% brancos e com 7,5 ±2,5 anos de escolaridade. Cerca de 14,3% dos adolescentes apresentavam sobrepeso e 8,8% obesidade. Aproximadamente 60% dos adolescentes consumiam o número de porções de frutas e vegetais recomendados, mas apenas 22% consumiam as cinco cores de frutas e vegetais por dia. Observou-se que 36,7% dos meninos e 31,0% das meninas consumiam menos do que uma porção de fruta por dia, sendo que 3,6% e 5,6%, respectivamente, ingeriam menos do que uma porção de vegetal por dia. O consumo de vegetais em geral e de arroz e feijão associaramse positiva e independentemente com gênero masculino e idade e inversamente com escolaridade. Conclusão: A adequação do consumo em relação às recomendações de frutas e vegetais foi facilmente alcançada na presença de arroz e feijão entre os adolescentes estudados. Intervenções são necessárias para aumentar a ingestão de frutas e vegetais para prevenir doenças não transmissíveis.
Abstract Purpose: To evaluate the consumption of fruits and vegetables by teenagers, residents in Porto Alegre, Brazil, and verify its association with demographic characteristics. Methods: We studied 568 adolescents, with 12 to 19 years in cross-sectional study conducted in random sample representative of Porto Alegre. The data were collected through interviews, managing to be a food-frequency questionnaire (FFQ), and specific questions to evaluate the consumption of fruits and vegetables in the last 24 hours. The total fruits and vegetables was benchmarked through the FFQ or IR24h, allowing create six groups: fruits (FFQ), vegetables (FFQ), vegetables without rice (FFQ), vegetables with rice and beans (FFQ), rice and beans (FFQ ), Five-a-day (IR24h) and Five-a-day color (IR24h). Analyses were performed, using the chisquare test of Pearson, analysis of variance and multiple linear regression. Results: The sample consisted of boys (49.5%), 50% white and with 7.5 ± 2.5 years of schooling. Approximately 14.3% of adolescents were overweight and 8.8% obesity. Approximately 60% of adolescents consumed the number of servings of fruits and vegetables recommended, but only 22% consumed the five colors of fruits and vegetables per day. It was found that 36.7% of boys and 31.0% of girls consumed less than one serving of fruit per day, of which 3.6% and 5.6%, respectively, ingested less than a serving of vegetable per day. The consumption of vegetables in general and rice and beans is positively associated with males and independently and inversely with age and education. Conclusion: The adequacy of consumption in relation to the recommendations of fruits and vegetables was easily achieved in the presence of rice and beans among teenagers studied. Interventions are needed to increase the intake of fruits and vegetables to prevent noncommunicable diseases.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/62036
Arquivos Descrição Formato
000628225.pdf (454.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.