Repositório Digital

A- A A+

Utilização de refugos de revestimentos cerâmicos (porcelanato e azulejo) em substituição à areia em argamassas cimentícias

.

Utilização de refugos de revestimentos cerâmicos (porcelanato e azulejo) em substituição à areia em argamassas cimentícias

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Utilização de refugos de revestimentos cerâmicos (porcelanato e azulejo) em substituição à areia em argamassas cimentícias
Autor Paixão, Cesar Alexandre Bratti
Orientador Bergmann, Carlos Perez
Co-orientador Silva Filho, Luiz Carlos Pinto da
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Minas, Metalúrgica e de Materiais.
Assunto Argamassa : Ensaios
Concreto
Resíduos cerâmicos
[en] Chamotte ceramic Reuse of waste
[en] Mortar
Resumo Este trabalho visou avaliar a utilização de refugos de revestimentos cerâmicos em substituição da areia para confecção de argamassas cimentícias. Foram analisados dois resíduos, fornecidos pela mesma empresa, e provindo de quebra na produção de porcelanato esmaltado e de azulejo. Estes resíduos foram caracterizados quanto à sua distribuição granulométrica, composição química, mineralógica e comparados com a areia do Rio Jacuí, e incorporados em argamassas cimentíceas. Corpos-de-prova de 40x40x160mm3 foram moldados e submetidos a ensaios de resistência à tração na flexão, após 7, 28 e 63 dias de cura, enquanto que corpos-de-prova cilíndricos com 50 mm de diâmetro e 50mm de altura foram avaliados quanto às fases mineralógicas formadas por difração de raio-x, e quanto à resistência à compressão, absorção de água (após 28 dias), índices de vazios e massa específica. Os resultados mostram que, apesar do aumento da relação água/cimento, para que um mesmo espalhamento fosse mantido, a mistura utilizando resíduo apresenta um desempenho mecânico e físico igual ou mesmo superior em comparação às apresentadas pelas argamassas utilizando areia de rio.
Abstract The trend of using recycled materials is increasing. This fact is noted in several areas, but mainly in the construction industry. Therefore, it behooves researchers to identify and evaluate the potential use of waste mixtures of mortar and concrete. This study aims to evaluate the use of waste from the manufacture of floor and wall tiles, called grog, as a replacement for sand for making mortar. In this paper we analyzed two residues, supplied by the same company, and coming break in the production of porcelain and tile. These residues were physically characterized and compared with the sand of Rio Jacuí and evaluated in the form of mixing in cimentitious matrix. Specimens of 40x40x160 mm3 were cast and tested, the bending and compression at 7, 28 and 63 days of curing, while body-of-proof cylindrical 50 mm diameter and 50mm were evaluated for water absorption rates voids and density, after 28 days of healing, being held after the breakup of the specimens x-ray diffraction. The results show that, despite the increase of water cement ratio, so mechanical and physical performance in relation to river sand.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/62061
Arquivos Descrição Formato
000866737.pdf (954.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.