Repositório Digital

A- A A+

As políticas públicas de juventude em descontinuidades : uma análise das práticas de evasão no ProJovem Urbano de Porto Alegre

.

As políticas públicas de juventude em descontinuidades : uma análise das práticas de evasão no ProJovem Urbano de Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título As políticas públicas de juventude em descontinuidades : uma análise das práticas de evasão no ProJovem Urbano de Porto Alegre
Autor Dias, Ana Lucélia Silva
Orientador Santos, Nair Iracema Silveira dos
Data 2012
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social e Institucional.
Assunto Escola
Evasão escolar
Jovens
Políticas públicas
[en] Education
[en] Evasion
[en] ProJovem urbano
[en] Public policies for youth
[en] Youth
Resumo O presente trabalho investigou o ProJovem Urbano, tendo como objetivo analisar como a evasão se torna um problema para o Programa Nacional de Inclusão de Jovens. Desde sua implementação, em 2005, o ProJovem é apresentado como uma das principais iniciativas articuladas pela Política Nacional de Juventude para, dentre outros motivos, dar conta do grande número de jovens que estariam precocemente fora da escola. O ProJovem Urbano, uma das novas modalidades do programa que unificou outros projetos para juventude a partir de 2007, atende jovens de 18 a 29 anos, alfabetizados, mas que não concluíram o Ensino Fundamental. Apesar de configurar novas estratégias para reinserção escolar, o acompanhamento do ProJovem Urbano no município de Porto Alegre evidenciou que a grande desistência dos jovens atendidos adquire centralidade, mobilizando-se como problema a ser combatido pelos gestores e educadores. Nesse contexto, a partir dos referenciais de Michel Foucault, tomamos o procedimento genealógico como princípio analítico, apreendendo-o enquanto estratégia de pensamento. A partir do operador analítico “práticas”, domínio de análise Foucaulteana, buscamos desnaturalizar o conceito de evasão, problematizando como se constituem as práticas de criação, formação e implementação do ProJovem Urbano, que tornam a evasão um problema, no contexto do Município de Porto Alegre. Para o desenvolvimento da pesquisa consideramos documentos oficiais que compreendem o momento de elaboração e desenvolvimento do ProJovem Urbano; documentos do período em que as políticas públicas de juventude adquirem maior consistência no cenário nacional; diários de campo produzidos durante inserções realizadas em 3 núcleos do ProJovem Urbano em Porto Alegre; questionários respondidos por jovens atendidos pelo programa em 3 encontros de discussão; entrevistas com jovens, educadores e gestores envolvidos com a formação. Nossa análise remete que a evasão é produzida como problema na mediada em que as práticas de formação e criação do ProJovem Urbano são atravessadas por três eixos. A saber, a educação como meio de efetivar a cidadania e a inclusão social; como forma de proteção e controle sobre a vulnerabilidade; e como problema político condicionado ao desenvolvimento socioeconômico. Articulando efeitos de poder e jogos de verdade, ao prescrever modos de circulação dos jovens nos territórios sociais, estas práticas naturalizam o fracasso nas trajetórias juvenis, situando a evasão como problema também nas formas de gestão e no desenho das Políticas Públicas de Juventude.
Abstract This work investigated the program called ‘ProJovem Urbano’, analyzing how the evasion became a problem to the National Program for Youth Social Inclusion. Since its implementation in 2005, the ‘ProJovem’ program is presented as one of the greatest initiatives articulated by the National Youth Policy for, among other reasons, help the large number of young people prematurely out of school. The ‘ProJovem Urbano’, one of the new modalities of the program that unified other projects for youth since 2007, serves people from 18 to 29 years old, young literate people but that have not already completed de elementary school. Although new strategies for school reintegration were created, the monitoring of the ‘ProJovem Urbano’ in the city of Porto Alegre, Brazil, revealed that the large abandonment of youths attended in the program acquires centrality, mobilizing it as a problem to be solved by managers and teachers. In this context, based on Michel Foucault’s ideas, we took the genealogical procedure as an analytical principle, apprehending it as a strategy of thinking. From the analytical operator "practice", domain of Foucault’s analysis, we denaturalized the notion of evasion, discussing how are constituted the practices of creating, training and implementation of the ‘ProJovem Urbano’ that turn evasion a problem in the context of the Municipality of Porto Alegre. We considered official documents that comprise the moment of preparation and development of the ‘ProJovem Urbano’, documents of the period in which public policies for youth acquire greater consistency in the national scene, field journals produced during insertions performed in three centers of ‘ProJovem Urbano’ in Porto Alegre, questionnaires filled out by youth enrolled in the program in three discussion meetings and interviews with youth, teachers and managers involved with the education. Our analysis refers that the evasion is produced as a problem in the sense that the education practices and the creation of the ‘ProJovem Urbano Program’ are crossed by three axes: Namely, education as means of effecting social inclusion and citizenship; as a form of protection and control over the vulnerability and as a political problem associated to socioeconomic development. Articulating the effects of power and games of true and false, by prescribing modes of movement of young people in social territories, we notice practices that naturalize the failure in youth trajectories, setting the evasion as a problem also in management forms and to formulate Public Policies for Youth.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/62105
Arquivos Descrição Formato
000868480.pdf (1.792Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.