Repositório Digital

A- A A+

Concreto estrutural leve : Resistência à compressão e módulo de elasticidade usando argila expandida como agregado graúdo

.

Concreto estrutural leve : Resistência à compressão e módulo de elasticidade usando argila expandida como agregado graúdo

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Concreto estrutural leve : Resistência à compressão e módulo de elasticidade usando argila expandida como agregado graúdo
Autor Schwantes, Caetano Guilherme Gottlieb
Orientador Kirchheim, Ana Paula
Co-orientador Silva, Cristina Vitorino da
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Curso de Engenharia Civil.
Assunto Engenharia civil
Resumo Com o aumento da demanda por imóveis, as empresas construtoras buscam cada vez mais a otimização de processos, pois assim, podem diminuir o tempo de construção e entrega dos mesmos. Frente a esse cenário, têm-se a opção de usar o concreto leve para substituir, o convencional, buscando diminuir o consumo de concreto e, consequentemente, reduzir as seções dos elementos estruturais, pois haverá uma redução nos esforços da estrutura. No entanto, por ser um material relativamente novo no mercado, estudos relacionados com este tipo de concreto se caracterizam por ser inovadores, visto que há uma carência de pesquisas neste tema, principalmente nos aspectos relacionados com o módulo de elasticidade. Assim, esse trabalho objetiva avaliar a resistência à compressão, e o módulo de elasticidade de concretos estruturais leves com argila expandida com agregado graúdo, e também, a existência de uma relação entre as duas propriedades nos concretos estudados. O método do IPT/EPUSP foi utilizado para a dosagem dos concretos, na sequência foi adicionado 5% de sílica de casca de arroz para verificar a melhora nas propriedades avaliadas. Todas as misturas realizadas obtiveram a resistência mínima característica estipulada para concretos estruturais leves, 17 MPa. A adição de sílica de casca de arroz se mostrou benéfica no ganho de resistência da maioria dos concretos avaliados. Em termos de módulo de elasticidade, foram encontrados valores entre 45% e 65% do módulo de elasticidade estimados para concretos convencionais com mesma resistência à compressão. Não se encontrou uma relação entre a resistência à compressão e o módulo de elasticidade para os concretos estudados.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/63166
Arquivos Descrição Formato
000861222.pdf (2.147Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.