Repositório Digital

A- A A+

Análise sismoestratigráfica da seção rifte da bacia de Campos.

.

Análise sismoestratigráfica da seção rifte da bacia de Campos.

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise sismoestratigráfica da seção rifte da bacia de Campos.
Autor Franz, Ana Paula
Orientador Goldberg, Karin
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Curso de Geologia.
Assunto Campos, Bacia de (RJ)
Evolução tectono-estratigráfica
Rifte
Sismoestratigrafia
[en] Campos basin
[en] Rift
[en] Seismic Stratygraphy
[en] Tectonostratigraphic evolution
Resumo A Bacia de Campos é a maior bacia petrolífera em termos de produção de hidrocarbonetos do Brasil. O presente projeto temático visa a compreensão da evolução inicial da Bacia de Campos. O objetivo foi compreender como ocorreu a abertura, desenvolvimento e preenchimento do rifte através da análise sismoestratigráfica. A seção rifte da Bacia de Campos (Formação Lagoa Feia) inclui a principal geradora da bacia, além de potenciais reservatórios de petróleo. Com base no modelo teórico de Kuchle & Scherer (2011) para bacias do tipo rifte, foi feita a interpretação em detalhe de seções sísmicas para obter um modelo evolutivo da área. Através da interpretação da terminação dos refletores o meio-gráben foi dividido em unidades sismoestratigráficas, onde foram individualizados três tratos de sistemas tectônicos: Trato de Sistemas Tectônico de Desenvolvimento de Meio-Gráben, Trato de Sistemas Tectônico de Clímax do Rifte e Trato de Sistemas Tectônico de Final do Rifte. Esses tratos de sistemas tectônicos apresentam padrões de empilhamento específicos para cada parte do meio-gráben, e são individualizados por superfícies estratigráficas. Paralelamente foi feita a análise das fácies sísmicas, e com a integração de todos os dados foram construídos diagramas cronoestratigráficos (diagramas de Wheeler) de cada seção sísmica. O detalhamento da evolução inicial do meio-gráben, apesar de não ter expressão regional, servirá de base para a construção de modelos de evolução do rifte da Bacia de Campos, fundamentais para guiar os esforços exploratórios na seção rifte.
Abstract The Campos Basin is the largest oilfield in terms of oil production in Brazil. This thematic project aims at understanding the initial evolution of the Campos Basin. The goal was to understand how the opening, development and filling of the rift happened through seismic stratigraphic analysis. The rift section in the Campos Basin (Lagoa Feia Formation) includes the main source rocks of the basin, as well as the potential petroleum reservoirs. Based on the theoretical model of Kuchle & Scherer (2011), the interpretation of the seismic sections in detail was carried out to obtain an evolutive model of the area. Through the interpretation of reflector terminations the Half-Graben was divided into seismic stratigraphic units, where three tectonic systems tracts were identified: Half-Graben Development Tectonic Systems Tract, Rift Climax Rift Tectonic Systems Tract and Final Rift Tectonic Systems Tract. These tectonic systems tracts display specific stacking patterns in each part of the Half-Graben, and they are limited by stratigraphic surfaces. Concomitantly an analysis of seismic facies was carried out, and with data integration chronostratigraphic (Wheeler) diagrams for each seismic section were constructed. The detailed understanding of the initial half-graben evolution, though lacking regional significance, will be the base for the construction of evolutionary models for the rift in the Campos Basin, fundamental to guide exploratory efforts in the rift section.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/65670
Arquivos Descrição Formato
000870358.pdf (12.21Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.