Repositório Digital

A- A A+

Quimioestratigrafia 87SR/86SR das rochas carbonáticas do grupo Bambuí.

.

Quimioestratigrafia 87SR/86SR das rochas carbonáticas do grupo Bambuí.

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Quimioestratigrafia 87SR/86SR das rochas carbonáticas do grupo Bambuí.
Autor Cunha, Rosalia Barili da
Orientador Pimentel, Marcio Martins
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Curso de Geologia.
Assunto Grupo bambui
Quimioestratigrafia
[en] 87Sr/86Sr
[en] Bambuí group
[en] Chemical stratigraphy
Resumo O Grupo Bambuí cobre extensas áreas do Cráton São Francisco e da borda oriental da Faixa Brasília, e parte da Bacia do São Francisco, onde exsudações de gás são conhecidas e podem ter como rochas geradoras os folhelhos da Formação Sete Lagoas, na base do grupo. As idades do Grupo Bambuí, entretanto, permanecem controversas na literatura devido às dificuldades de datação diretas na sequência. Através de atividades como a localização de lentes de rochas carbonáticas presentes nas formações Sete Lagoas e Lagoa do Jacaré, no estado de Minas Gerais, e a amostragem destas rochas para análises, este trabalho propõe a determinação sistemática da composição isotópica de Sr (87Sr/86Sr) ao longo da maior parte da sequência Bambuí e sua comparação com a curva de variação isotópica mundial, com significado geocronológico. os resultados mostraram razões de estrôncio que variam de 0,70714 a 0,70804 para a Formação Sete Lagoas, e de 0,70746 a 0,7082 para a Formação Lagoa do Jacaré. Sua assinatura isotópica com razões de 87Sr/86Sr ascendentes da base para o topo do grupo concorda com o comportamento esperado para o período Ediacarano, sugerindo que a deposição tenha ocorrido entre 630 e 575 Ma. A comparação com a quimioestratigrafia do Grupo Una, correlato do Grupo Bambuí na porção norte-central do Cráton São Francisco, evidencia a diferente gênese entre estas bacias correlatas, com valores descendentes da base para o topo. Estas diferenças estariam relacionadas com os tipos de bacia em que cada grupo foi formado, aporte sedimentar e áreas fonte desses sedimentos.
Abstract The Bambuí Group covers extensive areas of São Francisco Craton and the eastern edge of the Brasília Belt. It is part of the São Francisco Basin, where natural gas exsudation are known and can have as rocks source the shales of the Sete Lagoas Formation, at the base of the group. The ages of the Bambuí Group, however, remains controversial in the literature due to the difficulties of direct dating the sedimentary rocks in the sequence. Through activities such as the location of lens of carbonate rocks present in Sete Lagoas and Lagoa do Jacaré formations, in the Minas Gerais state, and sampling of these rocks for analysis, this paper proposes a systematic determination of the isotopic composition of Sr (87Sr/86Sr ) across the longest part of the Bambuí sequence and its comparison with the global isotopic variation curve, with a geochronological significance. The results showed strontium ratios ranging from 0.70714 to 0.70804 for the Sete Lagoas Formation, and from 0.70746 to 0.7082 for the Lagoa do Jacaré Formation. Its isotopic signature with 87Sr/86Sr ratios rising from bottom to top of the group agrees with the expected behavior for the Ediacaran period, suggesting that Bambuí deposition occurred between 630 and 575 Ma. The comparison with the chemical stratigraphy of Una Group, which is a correlate to Bambui Group situated at northcentral São Francisco Craton, reveals the different genesis between these basins correlated, with values descending from base to top. These differences are related to the types of basin were each group was formed, as the souce areas and the sediment input.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/66305
Arquivos Descrição Formato
000871096.pdf (2.774Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.