Repositório Digital

A- A A+

Auto-exclusão discursiva : um estudo de produção de sentidos de professores em formação mediado por tecnologias intelectuais

.

Auto-exclusão discursiva : um estudo de produção de sentidos de professores em formação mediado por tecnologias intelectuais

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Auto-exclusão discursiva : um estudo de produção de sentidos de professores em formação mediado por tecnologias intelectuais
Autor Santos, Karen Christina Pinheiro dos
Orientador Carvalho, Marie Jane Soares
Data 2005
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Aprendizagem colaborativa
Computador na educação
Comunidade virtual
Construção de sentido
Discurso pedagógico
Ensino à distância
Forchat
Formação
Instituto de Educação Superior Presidente Kennedy. Curso Normal Superior. Natal (RN)
Internet
Prática pedagógica
Professor
Software educacional
Tecnologia educacional
Universidade Potiguar. Curso de Pedagogia. Natal (RN)
Resumo Inicio com a argumentação dicotômica entre sujeito e objeto para compreender o gesto de interpretação das professoras no relato teórico de suas experiências estudantil e profissional, explícito nas duas formas de registros tecnológicos: o Memorial de Formação e o Forchat (Ambiente telemático). Ambos são tecnologias intelectuais de escrita, potenciadores da relação cognitiva entre sujeito/instituição no processo de construção do conhecimento. O percurso analítico da argumentação tem como pressuposto teórico a análise de discurso francesa que trabalha o acontecimento no entrecruzamento discursivo: paráfrase e polissemia, objetivando compreender o movimento de tensão das professoras em relação às teorias que se apropriam e identificar as conseqüências teóricas dessa apropriação no relato da prática pedagógica refletidas no Memorial e no Forchat. No jogo tenso entre paráfrase (repetição do mesmo) e polissemia (o diferente), expõe-se o olhar/leitor a presença de três acontecimentos discursivos: a sistematização escrita do memorial, a auto-exclusão discursiva e o discurso outro. Assim, na interseção, entre eles, torna visíveis os seguintes pontos conclusivos de análise: a compreensão do gesto leitor/escritor das professoras e seus efeitos de sentidos, bem como, suas implicações na vida prática, levando a reflexão de que as conseqüências teóricas na experiência discursiva não acontecem numa interlocução ideologicamente institucionalizada, cujos sentidos sempre lá, estabilizados, esvaziando a possibilidade do sujeito criar um espaço pessoal de múltiplas interpretações.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/6672
Arquivos Descrição Formato
000533025.pdf (520.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.